Mostra Sesc de Artes – Aldeia Pelourinho

terça-feira, 26 de setembro de 2017

A companhia gaúcha Ói Nóis Aqui Traveiz, Teatro da Vertigem, de São Paulo e a presença da jornalista e crítica teatral Beth Néspoli são algumas das atrações.

 

Mostrza Sesc de Artes – Aldeia Pelourinho chega ao seu 13º ano, consolidando-se como uma das mais significativas ações culturais realizadas no Centro Histórico de Salvador. Serão oito dias de programação artístico-cultural, entre 30 de setembro e 07 de outubro, que terão como palcos a sala principal e a arena do Teatro Sesc-Senac Pelourinho, o centro da cidade e outros espaços parceiros.

 Nos destaques da programação está a companhia gaúcha ÓI NÓIS AQUI TRAVEIZ com o seu mais novo espetáculo - "Caliban – A Tempestade de Augusto Boal". A montagem é um trabalho de rua que celebra os 39 anos do coletivo, um dos mais conhecidos do país. Já o TEATRO DA VERTIGEM, de São Paulo, aporta pela primeira em Salvador com a montagem "O Filho". Além do espetáculo, o grupo realizará uma mostra de filmes e um laboratório cênico voltado para atores, dramaturgos, diretores, iluminadores, músicos ou sonoplastas, cenógrafos e figurinistas. Os interessados podem se pré inscrever através do email: aldeiapelourinho@gmail.com.

 Já os jornalistas, comunicadores, blogueiros, alunos de jornalismo e comunicação social e dramaturgos também tem uma oficina garantida nesta edição do projeto. A jornalista, crítica teatral e doutora em artes cênicas pela USP, Beth Néspoli (SP), fará uma oficina de cinco dias com o objetivo de compartilhar, discutir e articular conhecimentos sobre as artes cênicas com produção de textos críticos. As inscrições custam R$15 e também podem ser feitas pelo email.

No mês das crianças, o evento presenteia os pequenos com dois espetáculos infantis gratuitos - "MEU QUINTAL" e "DESCONCERTO EM RI MAIOR" – do grupos baianos ViaPalco e Núcleo Circo Único. O primeiro possui uma trajetória marcada pela boa aceitação do público infantil, já este último faz sua estreia na programação da mostra. Os dois espetáculos têm direção do aclamado diretor e palhaço João Lima.

 Quem estiver pelo centro da cidade, poderá acompanhar a performance "MAIÊUTICA" da atriz, bonequeira e pesquisadora matogrossense Raquel Mützenberg. A intervenção urbana materializa questionamentos sobre o corpo feminino com material cênico coletado a partir do contato com gestantes, parturientes, doulas, notícias jornalísticas e discussões de grupos abordando temas como parto humanizado, violência obstétrica e misoginia.

 A CIA DO TIJOLO, também de São Paulo, retorna à Bahia desta vez com o espetáculo "Ledores no Breu", inspirado no pensamento e na prática do educador Paulo Freire e nas obras do poeta Zé da Luz e do ficcionista Guimarães Rosa. A peça traz histórias que acompanham tantos leitores na escuridão e analfabetos em pleno século XXI, personagens que a partir de suas relações com as letras e as palavras têm suas vidas profundamente transformadas.

 A música também deixa sua marca nesta edição do projeto. O grupo pernambucano COCO DE TEBEI formado por agricultores e tecelões da cidade de Tacaratu, apresenta um coco cantado por mulheres e dançado por casais. Não utiliza instrumentos e a base rítmica é marcada pela pisada dos dançadores. No encerramento do projeto, a diversão ficará por conta do som da BANDA IFÁ que apresenta o show "Ijexá Funk Afrobeat" com um repertório autoral inspirado na diversidade musical de matriz africana e suas conexões com a Bahia contemporânea.

A Aldeia é uma ação do projeto Palco Giratório – Rede Sesc de Intercâmbio e Difusão de Artes Cênicas, que aglutina em um território, criações artísticas nacionais e locais, promovendo o diálogo, intercâmbio, fruição de espetáculos e ações formativas.

A programação integra 08 grupos dos estados do Rio Grande do Sul, de São Paulo, de Pernambuco, do Mato Grosso e da Bahia que farão 14 apresentações artísticas, sendo 11 gratuitas, nas linguagens teatro de rua, teatro adulto e infantil, circo, música, concerto, intervenção urbana, além da realização de laboratório de criação cênica e uma oficina de crítica teatral.

Confira a programação completa no site e nas redes sociais do teatro:

www.sescbahia.com.br

facebook /teatrosescsenacpelourinho

instagram @teatrosescpelourinho

SERVIÇO:

Caliban – A Tempestade de Augusto Boal | Cia Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz (RS) | Teatro de rua | Palco Giratório

Atenta e atuante às causas políticas, sociais e humanas, a Cia. coloca em cena Caliban, peça baseada em A tempestade, do dramaturgo e teórico brasileiro Augusto Boal. Ele apropria-se da peça de Shakespeare e do pensamento do cubano Retamar para questionar a exploração da América do Sul pelo colonialismo europeu e para discutir a postura neocolonialista dos Estados Unidos. A história é vista pela perspectiva do oprimido Caliban, metáfora dos seres humanos originários da América, que foram dizimados pelos invasores colonizadores e ratifica a fundação mais firme de uma representação voltada para as margens.

Dia: 30 de setembro e 01 de outubro (sáb e dom)
Horário: 16h | livre | 90min
Local: Terreiro de Jesus
Gratuito

  

 
 

 
 
 



--

 


0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©