Brasil Orquestral encerra temporada com concertos do Art Metal Quinteto

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Chega ao final a temporada 2017 do projeto Brasil Orquestral, assinado pelo Maestro Carlos Prazeres, com a série de concerto do Art Metal Quinteto, nos dias 07 e 08 de julho, sexta e sábado, às 20h e 09 de julho, às 19h, domingo. Realizado pela Maré Produções Culturais com patrocínio da CAIXA, a iniciativa alcançou a marca de 2000 espectadores, investindo criativamente na renovação e popularização da música erudita. A atração desta edição, O Art Metal Quinteto desfruta da reputação de ser um dos melhores quintetos de metais brasileiro.

De acordo com Fernanda Bezerra, idealizadora do projeto, em dois anos de realização, o Brasil Orquestral trouxe oito dos principais grupos e formações de música de câmara do país, reunindo nomes como Duo Gisbranco, o Quinteto Villa Lobos, Camerata Opus Lumen (OSBA), Quinteto Carybé (Neojiba), Quinteto Brasília, dentre outros. O projeto nasce do trabalho continuado do Maestro Carlos Prazeres em renovar o público da música erudita, aproximando o grande público

Para que o público possa melhor fruir os concertos,  Prazeres apresenta o repertório do grupo convidado e traz contribuições que auxiliam os espectadores a melhor compreenderem as características das músicas. A dança também é somada às apresentações, trazendo mais uma possibilidade de leitura e interpretação para as obras, por meio das coreografias executadas pela bailarina Bárbara Barbará, que realiza improvisações em dança, a partir das músicas executadas ao vivo, também apresentando novas possibilidades de leitura para o público.

Sobre Carlos Prazeres – Com uma trajetória profissional voltada para a valorização e renovação da música clássica, o Maestro Carlos Prazeres recebeu o título de Cidadão Baiano, reconhecimento oficial da Assembleia Legislativa da Bahia pelo seu trabalho com a Orquestra Sinfônica da Bahia. Em anos de regência, já dividiu o palco com nomes como Nelson Freire, Hélène Grimaud, Gil Shaham, Maxim Vengerov, Ramón Vargas, Illya Kaller, Valentina Lisitsa, Antonio Meneses e Arnaldo Cohen, entre outros artistas consagrados. Na bagagem, Prazeres tem dirigido importantes conjuntos sinfônicos no Brasil e no exterior, tais como a Orchestre National des Pays de la Loire, na França, a Sinfônica de Roma e a Filarmônica de Buenos Aires. No Brasil, além da Amazonas Filarmônica e da OSESP, atua com frequência com as Sinfônicas e Filarmônicas de Porto Alegre, Espírito Santo, Campinas, Brasília, Goiás e Orquestra Jazz Sinfônica, em São Paulo

Art Metal Quinteto - Formado pelos músicos Antônio Augusto (trompa), David Alves (trompete), Nailson Simões (trompete), Marco Della Fávera (trombone) e Eliezer Rodrigues (tuba), o grupo é reconhecido pela sua virtuosidade, carisma e dedicação em expandir o repertório brasileiro para esta formação. Os componentes do Art Metal Quinteto primeiro se encontraram na Orquestra Sinfônica Brasileira, onde atuam como solistas do naipe de metais, por mais dez anos.

O primeiro CD do grupo, Da Renascença ao Jazz, lançado pelo selo Velas, foi aclamado pelo jornal O Estado de S. Paulo e O Globo, como o melhor lançamento instrumental do ano de 1995. Em janeiro de 2000, em parceria com a Banda Anacleto de Medeiros, lançou pelo Kuarup o CD Sempre Anacleto, inteiramente dedicado a obra de Anacleto de Medeiros, um dos pilares da música brasileira e um dos primeiros compositores a escrever para banda no Brasil. Para o ano de 2001, novamente em parceria com a Banda Anacleto de Medeiros, o Quinteto prepara um novo CD, sobre compositores amazônicos do início deste século.

Serviço Brasil Orquestral – 2017 Concertos com Art Metal Quinteto
Dias 07 e 08 de julho, sexta e sábado, às 20h e 09 de julho, domingo, às 19h
Ingressos: R$10,00 (inteira) e R$5,00  (meia entrada) – retirados na bilheteria da CAIXA Cultural, a partir das 09h dos dias de apresentação do Brasil Orquestra

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©