Livro aborda trajetória da indústria na Bahia

terça-feira, 23 de maio de 2017

Livro ilustrado, que conta a história da indústria na Bahia do século XIX ao século XX, será lançado no dia 26 de maio; um dia antes, haverá pré-lançamento para convidados na FIEB

 Uma viagem histórica pelos caminhos das primeiras manifestações industriais da Bahia, chegando até a implantação oficial do Polo Petroquímico de Camaçari, em 1978, é o que propõe o historiador Daniel Rebouças, autor do livro Indústria na Bahia: um olhar sobre sua história, editado pela Caramurê Publicações. A publicação será lançada no próximo dia 26, no stand da editora, no Shopping Barra, às 19 horas.

Um dia antes (25.05), a publicação terá pré-lançamento para convidados, na sede da FIEB, a partir das 18h30, como parte das comemorações programadas para marcar o Dia da Indústria.
Fruto de quatro anos de pesquisa, o livro coloca em evidência a importante participação da Bahia no início da Revolução Industrial no Brasil, e a atuação posterior das fábricas baianas em vários setores produtivos importantes, como na fabricação de tecidos, do açúcar, de charutos e nos complexos produtos químicos e petroquímicos. A publicação também sinaliza a importância e a interferência das conquistas de novas fontes de energia, como a chegada da eletricidade e a descoberta do petróleo, para o avanço do setor industrial no nosso estado.

O livro conta com alguns diferenciais. O primeiro foi a opção do autor de pesquisar não apenas as grandes unidades industriais modernas, boa parte lembradas até hoje, como Empório Industrial do Norte, Valença Industrial, Fratelli Vita e Biscoitos Tupy. Também estão presentes na obra as primeiras fábricas e manufaturas surgidas ainda no século XIX, dando a oportunidade, aos leitores de hoje, de conhecer iniciativas fabris fundamentais na época e que, sem dúvida, fizeram parte da economia e da sociedade baiana.

"Pensar uma história da indústria, recuperando essas primeiras fábricas, me permitiu mostrar a força da Bahia na industrialização do País, já relevante desde meados do século XIX", explica Daniel Rebouças. “Essa publicação é fruto de um minucioso trabalho de pesquisa, que traz a público fatos marcantes da economia baiana nos últimos dois séculos”, afirma o presidente da FIEB, Ricardo Alban.

Outro diferencial é a ampla pesquisa documental, principalmente iconográfica, feita em arquivos e coleções públicas e particulares dentro e fora do Brasil. Nos cinco capítulos do livro, mais de 150 imagens, entre desenhos, gravuras, rótulos e fotografias, mostram a presença de longa data da indústria na Bahia, com suas chaminés pela paisagem da capital e do interior, além dos seus produtos circulando pelo País e exterior.

Junto ao resgate de várias imagens históricas, o livro procura sempre posicioná-las de forma cronológica, o que proporciona ao leitor a sensação de estar viajando no tempo.
Indústria na Bahia, um olhar sobre sua históriaé uma obra original, pois nenhuma publicação ilustrada, com acabamento de livro de arte sobre esse tema, tão abrangente, foi publicada nos últimos anos”, comenta o editor Fernando Oberlaender, da Caramurê Publicações.
Ele ressalta, ainda, que a importância da parceria entre a FIEB e as empresas Braskem e Coelba para a viabilização da obra, incluiu a contribuição na pesquisa de texto e de imagem que essas instituições, que direta ou indiretamente participam da história da economia baiana, deram para a criação do volume.

“A história das empresas que deram origem à Braskem se confunde com a narrativa da implantação do Polo de Camaçari. Por isso, nada mais natural que apoiarmos o registro deste livro, com o propósito de eternizar a história da indústria em nosso estado”, ressalta Helio Tourinho, gerente de  Relações Institucionais da Braskem na Bahia.

“ O surgimento da Coelba coincide com período de forte crescimento econômico da Bahia e industrialização. A empresa carrega o compromisso de contribuir para o desenvolvimento do estado e é por isso que nossos investimentos também passam por ações com foco em educação, eficiência energética e fortalecimento da cidadania”, revela Fernando Arronte, presidente da Coelba.

O Autor Daniel Rebouças é professor de história e doutorando em História pela Universidade Federal da Bahia, desenvolvendo pesquisas sobre humor e política na Primeira República. Nos últimos dez anos, também tem se dedicado à iconografia e à urbanização da Bahia, com alguns livros publicados. Em co-autoria, publicou História do Petróleo na Bahia (com Cid Teixeira e Fernando Oberlaender, 2010) e Salvador: uma iconografia através dos séculos (com Fernanda Terra e Francisco Senna, 2015). Em 2016, lançou seu primeiro livro individual, Lulu Parola: crônicas e ironias, fruto de sua dissertação de mestrado e premiado no edital de Editoras Baianas, pela Fundação Cultural da Bahia. Já o livro, Indústria na Bahia: um olhar sobre sua história, é a sua segunda obra individual.   

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©