Escritor baiano lança livro com um olhar para a Arte na Rua

sábado, 1 de abril de 2017

Uma câmera na mão e uma idéia na cabeça fizeram o fotógrafo e relações públicas José Francisco Paranaguá Guimarães viajar pelo universo infinito da arte urbana de Salvador. Com um olhar atento e refinado, Paranaguá catalogou por 37 anos entre a década de 80 e os tempos atuais, inúmeras imagens que retratam a arte dos grafiteiros por meio de suas pichações, grafites, estênceis, bombs, entre outras técnicas usadas em muros, paredes, tapumes, encostas, superfícies públicas e particulares que imprimem os mais profundos sentimentos. Com lançamento previsto para a segunda semana de abril, a obra “ A Arte na Rua” é um verdadeiro acervo vivo da cultura da Bahia. Apesar dos imensos contrastes urbanos e sociais, nas últimas décadas, as ruas e espaços públicos da capital baiana tem se tornado um verdadeiro palco de variadas expressões e manifestações artísticas, abrangendo pichações e elaborados painéis grafitados, que transformaram Salvador num verdadeiro “museu a céu aberto”, além de um cenário privilegiado de interação social. O livro traz desde o final da década de 80, ao garimpar registros de pichações e grafites, a partir dos rabiscos iniciais de pioneiros como Faustino, Badalação, ML (Muito Louco), Mancha, Grupoema, Kaos, BL (Boca Livre), depois ações de Pinel - um dos pichadores mais conhecidos da cidade -, e seus seguidores,  até o panorama atual com crews de grafiteiros como Esquadrão de Grafiteiros de Salvador (EGS), Coletivo Nova10Ordem, Calangos, Oclan, Toque Feminino (TF), dentre outros, além de artistas renomados, a exemplo de Bel Borba, Leonel Mattos, Gustavo Moreno, Paulo Mello, etc.O livro é uma publicação da Editora Pinaúna.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©