Academia de Letras e Artes de Salvador (ALAS) inicia trabalhos do ano da poesia com homenagens a Castro Alves

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Realizado na noite da última segunda-feira (03), no Salão Nobre do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), o evento de abertura do ano da poesia da Academia de Letras e Artes de Salvador (ALAS), contou com a presença de ilustres personalidades do universo cultural baiano que apreciaram momentos poéticos e uma pequena aula sobre a vida e obra de Castro Alves, promovida pelo confrade da ALAS e imortal pela ALB, o escritor Joaci Góes.

A mesa do evento foi composta pelo presidente da ALAS, o advogado, escritor e enxadrista Luiz Cláudio Guimarães, pelo presidente do IGHB, empresário Eduardo Morais de Castro, pelo secretário da ALAS, o advogado Rozendo Ferreira Neto, pelo homenageado Joaci Góes e pelas convidadas, a escritora e imortal da Academia de Letras da Bahia (ALB), a bacharela Gláucia Lemos e a Profª Helena Augusta Machado Mendonça.
Coube ao secretário Rozendo Ferreira Neto abrir os trabalhos e informar que, por motivos de saúde, o acadêmico e professor Germano Dias Machado não poderia ministrar a palestra “Vivências: Pessoas e situações notáveis” que estava programada.

Após passar a palavra ao presidente da ALAS, este comentou o tema escolhido para o Ano Acadêmico da casa. “Todo ano é o ano da poesia, todo ano, a história do mundo recomeça, todo ano as narrativas se reiniciam. O processo humano de criação através da arte, da literatura e até da política, tudo se dá através das narrativas. As academias não são lugares de contemplação, são lugares de ação que tem o proposito de formar a sociedade, de aperfeiçoar a cultura no sentido de engrandecer o ser humano”, pontuou.
Com passagens emocionantes, o presidente da ALAS prestou um bela homenagem à memória do Profº Hermano Augusto Palmeira Machado, pai da Profª Helena Augusto Machado Mendonça, convidada e ocupante da mesa do evento. Quando relembradas passagens importantes de quando muitos dos imortais presentes ainda eram estudantes, o recinto foi tomado por um sentimento de gratidão e nostalgia.

Os momentos poéticos ficaram a cargo da escritora Gláucia Lemos e do confrade e cineasta, Oscar Santana. Encerrando a parte poética, o secretário Rozendo Ferreira Neto fez a leitura de Voto de Reconhecimento e Louvor ao confrade Joaci Góes, referente à palestra ministrada no dia 14/03/2017, nas comemorações dos 160 anos de nascimento do poeta Castro Alves. Após agradecer e saudar os presentes, o confrade Joaci Góes pode de forma resumida trazer informações valiosas sobre a vida e a obra de Castro Alves além de recitar alguns poemas.
O encerramento da solenidade foi feito pelo presidente do IGHB, empresário Eduardo Morais de Castro, que reafirmou que “esta casa estará sempre aberta a cultura baiana, afinal, essa é a missão do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia”.

Ao final do evento o presidente da ALAS, propôs ao presidente do IGHB que, através do convênio existente com a Assembleia Legislativa, fazer uma nova edição de Espumas Flutuantes, de Castro Alves, com prefácio de Joaci Góes. “É necessário que esse livro chegue às escolas e que tenhamos centenas de garotos ávidos por receber Castro Alves. Assim, nós vamos ganhar a luta contra a ignorância, trazer de volta o civismo, o amor a pátria, através do poeta que é o Cervantes da Bahia: Castro Alves”, concluiu sobre aplausos dos presentes.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©