Salvador sedia ciclo de palestras sobre os fatores de risco e de proteção para o câncer

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Realizado na véspera do Dia Mundial do Câncer, encontro reunirá especialistas de áreas como oncologia, infectologia e do centro de pesquisa no Hospital São Rafael.
Quem acredita que não há como prevenir os vários tipos de câncer, engana-se. A prática de hábitos saudáveis como não fumar, fazer atividades físicas, evitar a ingestão de bebidas alcoólicas, além de realizar exames regularmente podem reduzir significativamente a incidência da doença na população e a probabilidade de morte, que é de mais de 180 mil pessoas somente no Brasil, de acordo com dados do INCA. O tema será alvo de ciclo de palestras promovido pelo Hospital São Rafael (HSR), dia 03 de fevereiro, na véspera do Dia Mundial do Câncer.

Durante o evento, promovido pela Saúde do Trabalhador, doze especialistas vão abordar os fatores de risco e de proteção para o câncer, a exemplo de porquê e como surge, e as inovações científicas na área de diagnóstico. A iniciativa integra a campanha mundial ‘Nós podemos. Eu posso’, realizada em Salvador com apoios do Ministério da Saúde e do INCA, com objetivo de sensibilizar os indivíduos sobre a importância que cada um tem, na prevenção da doença e na diminuição dos impactos do câncer, nas famílias e nas comunidades. 
O ciclo de palestras terá início às 10h30, debatendo diversos assuntos como: alimentação protetora, espiritualidade e as defesas imunológicas, perigos de alguns medicamentos e exposições ocupacionais. Também serão apresentadas novidades na área da pesquisa em câncer, os mitos e verdades sobre a radiação, dentre outros.

O evento ocorrerá no auditório Luigi Faroldi, do Hospital São Rafael, até às 13h30. Serão distribuídos, gratuitamente,100 exemplares do glossário temático “Fatores de Proteção e de Risco de Câncer”, encaminhados pelo Ministério da Saúde especialmente para esse encontro.

Câncer em Números - De acordo com o INCA, em 2016 foram esperados, entre as mulheres, mais de 300 mil casos de câncer sendo, 12mil na Bahia e 3.400 em Salvador; entre os homens a expectativa era de 295 mil novos casos, sendo 12.900 na Bahia e 2.900 em Salvador. O tipo mais recorrente, em ambos os sexos, é de pele não melanoma (175 mil casos novos). Logo em seguida, estão os cânceres de próstata, pulmão, cólon e reto, estômago e leucemias, nos homens; enquanto para as mulheres, lideram os de mama, cólon e reto, colo do útero, pulmão, estômago, corpo do útero, ovário, glândula tireoide e linfoma não-Hodgkin. Os dados podem ser alarmantes, mas o cuidado, o tratamento e a prevenção podem ajudar a mudar essa realidade.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©