O Outro lado de Todas as Coisas apresenta-se no MAB

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Elucubrações a respeito do amor ou da falta dele. Este é o fio condutor do solo O Outro Lado de Todas as Coisas, com o ator Duda Woyda, que fica em cartaz todas as quartas-feiras 01 e 08 de fevereiro, no Laboratório de Experimentação Estética, do Museu de Arte da Bahia, no Corredor da Vitória.

O espetáculo, de autoria de Djalma Thürler, é uma homenagem ao escritor gaúcho Caio Fernando Abreu, morto em 1986, e a comemoração dos 15 anos da carreira do intérprete Duda Woyda. A montagem é uma produção da ATeliê voadOR Companhia de Teatro e marca a estreia na direção do ator Rafael Medrado, interprete considerado pelos pares um dos mais talentosos da sua geração, e Marcus Lobo, que já vinha assumindo a posição de assistente de direção da Companhia. 
Diálogo
O solo é uma literatura de segunda mão, ou seja, uma literatura de diálogo, funciona do emaranhamento das histórias de Duda W. e de Caio.F., tornando-as uma única narrativa sensível e pessoal”, explica Marcus Lobo. De acordo com o intérprete, Duda Woyda, "não faltam eco das vozes de Michel Foucault, Francisco Bosco e Gilles Deleuze".
 O projeto “Solos Voadores” faz parte do projeto Aqueles que Habitam o Tempo, mantido pelo Edital de Apoio a Grupos e Coletivos Culturais da Fundação Cultural do Estado da Bahia de 2014.

Serviço: O Outro Lado de Todas as Coisas – Solo Voador com Duda Woyda
Onde: Laboratório de Experimentação Estética, no Museu de Arte da Bahia (MAB), no Corredor da Vitória
Quando –  01 e 08 de fevereiro, quarta-feira, 19 horas Quanto – R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©