Em janeiro e fevereiro, Solos Voadores ocupam MAB

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Amor. Cárcere e Machismo. Refeição. Esses são os temas dos três Solos Voadores, ação da ATeliê voadOR Companhia de Teatro, com os interpretes Duda Woyda, Mariana Moreno e Rafael Medrado, que ficarão em cartaz de 27 de janeiro a 12 de fevereiro de 2017. Os espetáculos ocupação de quarta à domingo o Laboratório de Experimentação Estética, no Museu de Arte da Bahia – Corredor da Vitória.
Os espetáculos são O Outro Lado de Todas as Coisas (quarta), Três Cigarros & A Última Lasanha (quinta) e Uma Mulher Impossível (Sexta a domingo). A ocupação faz parte do projeto Aqueles que Habitam o Tempo, financiado pelo Edital de Apoio a Grupos e Coletivos Culturais da Fundação Cultural do Estado da Bahia de 2014. Os solos fazem parte das comemorações de 15 anos da Companhia.
Rejeição Em cartaz dias 02 e 09 de fevereiro de 2017, o solo Três Cigarros & A Última Lasanha é um relato distanciado, feito em primeira pessoa, de um narrador que incorpora personagens. Dirigido por Djalma Thurler, o solo traz para cena o ator Rafael Medrado.
Um homem segue uma rotina rigorosa, repetindo os mesmos atos todos os dias. Em um restaurante executivo, no qual habitualmente almoça uma lasanha, percebe que a sua mão direita foi decepada, mas não se lembra como isso aconteceu. A última recordação antes do acidente é que tinha fumado o seu terceiro cigarro durante o café. Uma nova mão é implantada. Logo depois, é iniciado um processo de rejeição.
Os autores Fernando Bonassi (Apocalipse 1,11) e Vitor Navas (Souvenirs) se inspiraram no caso verídico de um operário inglês. Híbrido de drama e narrativa, sob a luz de uma dramaturgia baseada na argumentação, o desenrolar metódico da história deste homem é um mergulho na selvageria urbana e na estranheza contemporânea dos modelos tradicionais de narrativa e dramaturgia. Não à toa, o texto foi indicado ao prêmio Shell de Teatro de 2002.
Amor Elucubrações a respeito do amor ou da falta dele. Este é o fio condutor do solo O Outro Lado de Todas as Coisas, com o ator Duda Woyda, que fica em cartaz dias 01 e 08 de fevereiro. O espetáculo, com dramaturgia de Djalma Thürler, se utiliza de uma “reescrita contemporânea” para homenagear o escritor gaúcho Caio Fernando Abreu, morto há 20 anos.
Caio F. e sua impressão do amor são, sem dúvida, as maiores razões dessa montagem. A montagem marca a estreia na direção do ator Rafael Medrado e de Marcus Lobo, que já vinha assumindo a posição de assistente de direção da Companhia.
Com uma cenografia minimalista, estão em cena uma vitrola, que toca o tempo todo Dolores Duran, Lupiscínio Rodrigues, Elis Regina, Gal Costa, entre outros artistas; uma estante, um ventilador – que se transforma em um girassol, regadores e discos de vinis. José Dias assina a direção de arte.
Feminismo No dia 27 de janeiro de 2017, a Companhia estreia o espetáculo Uma Mulher Impossível, com a atriz Mariana Moreno. Osolo, que fica em cartaz até 12 de fevereiro (sextas-feiras, sábados e domingos), é mais um investimento do dramaturgo no diálogo entre o teatro e as subalternidades.
texto discute como é necessário tratar a raiz cultural do machismo, problema de toda a sociedade. “Tomamos atitudes que estimulam o patriarcado, a repressão das práticas de liberdade feminina e da livre defesa das ideias das mulheres”, comenta Thürler.
A personagem é uma mulher enclausurada em aparelhos de poder. Insatisfeita, ela se vê desejada através de cartas que recebe e a faz contestar toda redoma em que vive. Quem manda estas cartas? “Surpresa. O público terá que ir assistir para descobrir”, responde Mariana Moreno.
O solo é um manifesto estético, poético, ácido e provocante para um novo feminismo. Costurando fatos e histórias das escritoras Chimamanda Ngozi Adichie, Rose Marie Muraro, Virginie Despentes e da própria atriz, Mariana Moreno, Uma Mulher Impossível é um convite a se pensar, em nome de todas as mulheres, sobre o machismo, a violência e a pornografia feminina.
Serviço:  Solos Voadores
Onde: Laboratório de Experimentação Estética, no MAB - Corredor da Vitória Entrada: R$ 20 (Inteira) e R$ 10 (meia)

Espetáculo: O Outro Lado de Todas as Coisas – Solo voadOR com Duda Woyda
Quando: 01, 08 de fevereiro, quarta-feira, 19 horas Classificação: 14 anos

EspetáculoTrês Cigarros & A Última Lasanha – Solo voadOR com Rafael Medrado
Quando:  02, 09 de fevereiro, quinta-feira, 19 horas Classificação: 14 anos

Espetáculo: Uma Mulher Impossível – Solo Voador com Mariana Moreno
Quando: 27 de janeiro a 12 de fevereiro (sextas - 19h, sábados e domingos, às 18h) Classificação: 16 anos

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©