Compositor Paulo Costa Lima é premiado na Bienal de Música

sábado, 10 de setembro de 2016

O compositor baiano Paulo Costa Lima, da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia, foi um dos 15 compositores premiados pela XXII Bienal de Música Contemporânea Brasileira.  Em decorrência da premiação, uma obra inédita de autoria do compositor será executada por orquestra de sua escolha no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, em cerimônia de gala marcada para outubro de 2017. Vale lembrar que esta é a terceira vez consecutiva que Paulo Costa Lima tem seu trabalho reconhecido e premiado pela Bienal.
 
Compositor profícuo, com reconhecido talento nos meios acadêmicos e artísticos, Costa Lima tem como marca registrada a aproximação do erudito com o popular.  No ano passado, o compositor teve sua obra Cabinda, nós somos pretos, executada na Sala São Paulo pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulos (Osesp), sob a regência da maestrina Marin Aslop. Além disso, as obras Divertimento Mineral e Oriki de Erinlê estão em vias de serem lançadas em CD por uma gravadora paulista. Em novembro, a peça Caboclo de 7 Flechas – celebrando a riqueza das construções culturais envolvendo os Caboclos -  será apresentada pela Orquestra Neogiba no Teatro Castro Alves, contando com participação de Aleyson Scopel ao piano.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©