Mosteiro de São Bento lança coleção histórica

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Três séculos da história da Bahia e do Brasil estão reunidos na Coleção de Livros do Tombo que o Mosteiro de São Bento lança nesta segunda-feira, dia 29 de agosto, às 15 horas, em sua sede, no Centro de Salvador. A obra foi reconhecida pelo Programa Memória do Mundo da Unesco por sua relevância histórica, ao reunir documentos importantes do Brasil Colônia, desde o ano de 1548. Integram a coleção seis volumes onde estão inscritos os bens móveis (edificações, fazendas, etc.) e imóveis (mobiliário, imagens, quadros, dentre outras peças) adquiridos ou recebidos, ao longo dos séculos, pelos monges da Bahia.

“A riqueza desses livros estava em risco. O tempo, esse amigo que torna visível a sabedoria e nos rouba a beleza da juventude, envelheceu, também, as páginas magistrais dos Livros do Tombo, tornando necessário um trabalho minucioso de leitura e transcrição, para que não fossem sequestradas da nossa história páginas tão fundamentais”, observa, no prefácio da edição, o Arquiabade do Mosteiro de São Bento, Dom Emanuel d’Able do Amaral.

Os Livros do Tombo do Mosteiro de São Bento da Bahia são fontes de pesquisa sobre o período que vai do Brasil Colônia ao Brasil Império, trazendo informações relativas aos três primeiros séculos de colonização do país. Entre os documentos estão escrituras, testamentos, codicilos, doações, cartas de sesmarias, autos de posse, petição de terras entre outros, em diversos estados do Norte-Nordeste, deixando entrever características socioeconômicas das principais famílias fundadoras da sociedade brasileira. Lá está registrado, por exemplo, o patrimônio da índia Catarina Paraguaçu e seus descendentes, de Garcia D’Ávila, de Duarte de Albuquerque Coelho (donatário da Capitania Hereditária de Pernambuco). Há também documentos relacionados a Thomé de Souza, fundador da cidade de Salvador e primeiro governador geral do Brasil.

A recuperação de documentos dos Livros do Tombo e adequação para a edição envolveu o trabalho de 37 especialistas durante cerca de dez anos. Em um processo delicado e rigoroso, atuaram técnicos e pesquisadores de diversos níveis, sob a coordenação geral da professora e filóloga Alícia Duhá Lose e de Dom Gregório Paixão, por muitos anos à frente do Mosteiro de São Bento da Bahia. Os pesquisadores se debruçaram sobre manuscritos que abarcam o período de 1552 a 1913.

Após o lançamento, a coleção dos Livros do Tombo poderá ser adquirida por qualquer interessado na lojinha do Mosteiro de São Bento. Uma versão integral da coleção, dirigida sobretudo a pesquisadores nacionais e estrangeiros, estará disponível gratuitamente em site na internet. Todo o projeto gráfico-editorial da coleção (incluindo o site) foi realizado pela Yayá Comunicação.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©