Grupo goiano circula pela Bahia com espetáculo Pitoresca

terça-feira, 12 de julho de 2016

Espetáculo da Cia. de Teatro Nu Escuro, com direção de Hélio Fróes e patrocínio da Petrobras, circula por três cidades baianas em julho com entrada franca.

A turnê nacional do espetáculo Pitoresca, da Cia. De Teatro Nu Escuro, de Goiânia, chega à Bahia, com apresentações em Salvador, Alagoinhas e Madre de Deus. A “Pitoresca” traz a história de uma índia velha e grávida que observa a história do Brasil há mais de 400 anos, período no qual ela presenciou a formação das identidades brasileiras. Patrocinada pela Petrobrás, a circulação realiza 40 apresentações em todo o país e ocupará o Centro Cultural de Alagoinhas, nos dias 20h e 21 de julho, quarta e quinta-feira, às 20h (com sessão extra no dia 21, às 16h), o Sesc Senac-Pelourinho, nos dias 22 e 23 de julho, às 19h30 e na Biblioteca Municipal Rodolfo de Queiro Filho (em Madre de Deus), às 18h.

A dramaturgia tem como alicerce relatos de cientistas e artistas europeus, a autobiografia de um escravo africano e diários de viagens de aventureiros que passaram pelo Brasil. Neste caleidoscópio de histórias, do período entre os séculos XV XIX, estão visões do alvorecer da globalização e que norteiam às contradições do mundo moderno.

Entre os relatos e diários estão os de personagens como Pero Vaz de Caminha, Langsdorff, John Emmanuel Pohl, Gardo Baquaqua, Gobineau, Francis Castelnau, Hans Staden, Maria Graham, das iconografias e relatos elaborados por artistas e cientistas de expedições, como Rugendas, Taunay, Florence, Debret, Frans Post, Albert Eckhout e dos “Relatórios de Província” que o Governo de Goiás encaminhava ao império.

Com direção de Hélio Fróes, “Pitoresca” é o novo espetáculo da trilogia “Goyaz”, um trabalho de investigação cênica que tem como objetivo investigar de forma crítica e poética a formação do Estado de Goiás. A peça é a terceira obra da trilogia, que conta com “Plural“ (2012) e “Gato Negro“ (2013).  “Goyaz” tem como proposta aprofundar as linhas de estudos e de pesquisa estética do grupo.

A Cia. de Teatro Nu Escuro, de Goiânia, Goiás, em atividade desde 1996, desenvolve estética própria e tem suas vertentes na investigação da dramaturgia, na música executada ao vivo, pelo próprio elenco, e na poética do teatro de animação.

Com o projeto “O Iconógrafo”, patrocinado pela Petrobras, a Cia. de Teatro Nu Escuro realizou oficinas, seminários e apresentações a fim de aprimorar técnicas e propostas conceituais e estéticas para a montagem de “Pitoresca”. E agora, em 2016, a peça “Pitoresca” realizará turnê de 40 apresentações previstas pelo Brasil.

Vídeo da peça: https://youtu.be/34hhtBcG1TE

Serviço: Espetáculo: Pitoresca  Gênero: Comédia dramática
Dias: 20 e 21 de julho, quarta e quinta-feira, às 20h, (sessão extra no dia 21, às 16h), no Centro de Cultura de Alagoinhas; em Alagoinhas; 22 e 23 de julho, sexta e sábado, no Sesc Senac-Pelourinho; em Salvador, às 19h3
24 de julho, domingo, às 18h, Na Biblioteca Municipal Rodolfo de Queiroz Filho, em Madre de Deus, 18h
Ingressos: Entrada franca Duração: 60 minutos Classificação indicativa: 12 anos

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©