Goethe-Institut lança o projeto “Jardim da Galeria”

terça-feira, 26 de julho de 2016

Ambiente vai funcionar como ponto de encontro entre artistas residentes do ICBA e comunidade artística de Salvador, além de estimular funcionários e acolher visitantes
 
Nesta quinta-feira, 28 de julho, às 18 horas, o Goethe-Institut Salvador/ICBA dá início ao projeto expositivo “Jardim da Galeria”, uma iniciativa que explora a ambiência de um jardim montado e cultivado pela própria equipe de funcionários dentro da galeria de arte do Instituto. O lançamento se dá com uma conversa com a artista visual venezuelana-equatoriana Ana Navas, residente do ICBA, e a aberturada exposição “Como Fantasmas Podem Criar um Sistema?”, com curadoria de Felix Toro, que reúne projetos artísticos, culturais e educativos que ocorreram em diferentes momentos na Bahia. A entrada é franca.
A mostra será a primeira de uma série que fará do jardim um estopim de ações artísticas e espaço de potencialização do convívio dentro das instalações do Goethe, especialmente entre os artistas residentes e a comunidade artística da cidade. De diferentes formas, obras, pesquisas e falas destes visitantes temporários trazidos pelo ICBA vão estar postas ao diálogo com artistas, pesquisadores e agentes da Bahia. A ideia é estabelecer uma programação regular, onde público e criadores saibam que irão encontrar boas novas e experimentar bons momentos.
Os eventos e exposições serão, portanto, rotativos, mas o jardim ficará fixo, crescendo aos cuidados dos funcionários do Goethe: a escolha e distribuição das plantas, o desenho e construção das estruturas, a rotina de manutenção, tudo é feito coletivamente, sem ordem hierárquica.
Ao mesmo tempo, o ICBA convida as pessoas a ocuparem o chamado “jardim do cacau”, na sua sede, localizada no Corredor da Vitória. Trata-se de uma área arejada e florida, que fica na entrada da casa, com bancos e espaço livre ao redor de um pé de cacau. O Goethe Salvador manterá suas portas abertas, e quer que a comunidade se aproprie de suas extensões e o reconheça como um espaço público, integrado à cidade e sua rotina.
 
Ana Navas e o Programa de Residências
Artista visual formada pela Academia de Belas Artes de Karlsruhe, na Alemanha, Ana Navas (Quito/Equador, 1984) tem seu trabalho amplamente exposto na Europa e na América Latina em apresentações individuais e em grupo. Ela está em Salvador desde o último dia 5 de julho e permanecerá até o fim de agosto, tendo sido a sétima participante do Programa de Residências do Goethe-Institut Salvador, em colaboração com o Goethe-Institut Caracas.
Inaugurado neste ano de 2016, o Programa de Residências do Goethe Salvador se destaca no âmbito geral do Goethe-Institut por ser o primeiro e único no “sul global”, abaixo da Linha do Equador, representando um cinturão político que privilegia a relação entre Brasil e países da América Latina e da África. O Programa permite a permanência na capital baiana de artistas e pesquisadores de diversos países, por períodos de cerca de dois meses. Além de vivenciar a cidade e o estado, os visitantes têm contato com produções e agentes culturais locais, promovendo intercâmbio de referências, experiências e conhecimentos.
 
Lançamento do projeto “Jardim da Galeria”
Abertura da exposição “Como Fantasmas Podem Criar um Sistema?”
Conversa com Ana Navas
Onde: Goethe-Institut Salvador/ICBA
Av. Sete de Setembro, 1809, Corredor da Vitória
Quando: 28 de julho (quinta-feira), 18h Entrada livre

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©