Futebol Olímpico em Salvador com segurança garantida pelas Forças Armadas

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Forças Armadas realizam ações de defesa para os jogos de Futebol Olímpico em Salvador

Entre os dias 04 e 13 de agosto, Salvador será sede de dez partidas de futebol, por ocasião dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Um efetivo acima de 1.400 militares das Forças Armadas participará diretamente do evento, por meio do planejamento e da execução das ações de defesa, num trabalho integrado com órgãos de segurança pública e inteligência nos níveis federal, estadual e municipal.
            Em Salvador, as ações de defesa serão coordenadas pelo Comandante do 2º Distrito Naval, Vice-Almirante Cláudio Portugal de Viveiros, que se reportará diretamente ao Ministério da Defesa e será assessorado por um Estado-Maior Conjunto, composto por oficiais da Marinha do Brasil (MB), Exército Brasileiro (EB) e Força Aérea Brasileira (FAB), atuando no Centro de Coordenação de Defesa de Área (CCDA) Salvador, instalação equipada com modernos recursos de comando e controle.
            O Estado-Maior Conjunto do CCDA Salvador coordenará a atuação de uma Força Naval e de uma Força Terrestre Componente, além de forças especiais da MB, que comporão um Centro de Coordenação Tático Integrado (CCTI). No CCDA também funcionará um Célula de Operações Aéreas (COA), responsável por controlar o emprego de aeronaves, sob a orientação do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo da FAB.
            Atuação das Forças
            Durante o período dos jogos, caberá à Força Terrestre Componente, composta por tropas da 6ª Região Militar (EB), a proteção de estruturas estratégicas, que visa à garantia da integridade de instalações e serviços que, se interrompidos, provocariam sério impacto na realização do evento. Militares do Exército também ficarão em condições de atuar como força de contingência, nos casos em que a situação indique a necessidade de complementar a capacidade operativa dos órgãos de segurança pública. Essas tropas podem contribuir tanto no sentido de reforçar o esquema de segurança provido por esses órgãos, quanto atuar no controle operacional em cenários que assim o exijam.
            A Força Naval Componente (FNC) contará com dez embarcações e cinco navios da MB, que realizarão o controle da área marítima adjacente à cidade de Salvador, por meio de ações de Patrulha e Inspeção Naval, com o objetivo de neutralizar qualquer possível ameaça proveniente do mar. A FNC também contará com um helicóptero que deverá, prioritariamente, garantir rapidez no deslocamento de tropas, em caso de necessidade.
            Forças especiais da MB (Mergulhadores de Combate e Comandos Anfíbios) estarão em condições de serem empregadas no enfrentamento ao terrorismo, em conjunto com forças de segurança pública, integrando o Centro de Coordenação Tático Integrado (CCTI), que também contará com militares do Batalhão de Engenharia de Fuzileiros Navais, tropa que, durante os jogos, realizará vistorias preventivas contra agentes Químicos, Biológicos, Radiológicos e Nucleares (QBRN) na Arena Fonte Nova e em outras instalações de interesse, como centros de treinamento e hotéis das delegações, além de estarem prontos para agir em casos de localização ou detonação de artefatos explosivos.
            Sob a coordenação do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA), aeronaves de caça da FAB e um contingente de Artilharia Antiaérea do EB farão a proteção do espaço aéreo da capital baiana. Militares da FAB também estarão de prontidão para auxiliar o embarque e desembarque de delegações no Aeroporto de Salvador.
            Preparação
            Além da experiência acumulada na Copa das Confederações e Copa do Mundo FIFA 2014, a elaboração do Plano Operacional de Defesa para os Jogos Olímpicos Rio 2016 na cidade sede de Salvador levou em consideração as peculiaridades do referido evento e a integração sinérgica com os demais órgãos envolvidos com a segurança. Protocolos conjuntos foram elaborados e ocorreram oficinas ligadas ao tema segurança, conduzidas pela Comissão Estadual de Segurança para Grandes Eventos e Defesa Civil do Estado da Bahia – COESGE/BA, órgão responsável pelo planejamento do emprego da Segurança Pública visando aos Jogos Olímpicos Rio 2016, na capital baiana.

            A preparação dos meios e do pessoal que atuarão durante os Jogos Olímpicos se deu, inicialmente, a partir dos adestramentos internos executados por cada Força Componente, nos quais são abordadas as atividades específicas que devem ser desempenhadas no desenrolar de cada uma das ações de defesa. Até o início dos jogos, vários exercícios simulados serão realizados, em conjunto com órgãos de segurança pública, com o intuito de verificar a prontificação final das forças.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©