Comédia celebra 60 anos da Escola de Teatro

sexta-feira, 22 de julho de 2016

MAS NÃO ANDE POR AÍ NUA EM PELO

Com direção de Ewald Hackler e tendo como protagonistas Marcelo Flores e Alethea Novaes, a comédia em 10 cenas de Georges Feydeau celebra os 60 anos da Escola de Teatro e os 70 da UFBA

No palco do Teatro Martim Gonçalves de 15 a 31 de julho, MAS NÃO ANDE POR AÍ NUA EM PELO, que entra em cena dentro do projeto Prata da Casa, é uma co-produção da Escola de Teatro com a Cia de Teatro Os Argonautas - Marcelo Flores, Alethea Novaes e George Vladimir-, e conta ainda em seu elenco com os atores convidados Agnaldo Lopes e Fernando Neves. Encenada pela primeira vez em  1911, no Théâtre Femina, em Paris, no Brasil a peça ganhou tradução de Marcos Barbosa, dramaturgo que também foi aluno da Escola de Teatro da UFBA e agora é dirigida por uma dos mais brilhantes diretores do teatro baiano, Ewald Hackler. Georges Feydeau foi um dos mais importantes nomes do vaudeville francês, autor de 60 peças e precursor do teatro do absurdo. MAS NÃO ANDE POR AÍ NUA EM PELO mostra o cotidiano delirante na casa do deputado Juliano Ventura e sua esposa Clarisse (que insiste em andar pela casa em trajes íntimos). Em cenas de sofisticado humor, o casal vive às voltas com seu filho e o mordomo, e recebendo as visitas de um prefeito e um jornalista. Uma comédia de situação com diálogos rápidos, envolvente e extremamente hilariante, com pitadas de crítica política, bem ao gosto do nosso tempo.

MAS NÃO ANDE POR AÍ NUA EM PELO
Teatro Martim Gonçalves – Escola de Teatro da UFBA
Estreia para convidados no dia 15.07, às 20h e será encenada, também só para convidados nos dias 16 e 17.07, às 20h
De 21.07 a 31.07 (quinta a domingo) volta a cartaz com ingressos a R$ 15,00 (meia) e R$ 30,00, de quinta a domingo às 20h

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©