Apeb realiza Fórum Nacional de Mediação e Arbitragem

sexta-feira, 8 de julho de 2016

APEB REALIZA I FÓRUM NACIONAL DE MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM

Procuradores do Estado, advogados, servidores públicos, estudantes e juristas de todo o Brasil estarão reunidos no I Fórum Nacional de Mediação e Arbitragem (I FNMA), que acontece nos dias 14 e 15 de julho, no Sheraton Hotel da Bahia, no Campo Grande. Com a expectativa de receber 300 pessoas, o evento é uma realização da Associação dos Procuradores do Estado da Bahia (APEB), que tem como objetivo aprofundar o debate sobre mediação e arbitragem na atualidade e possibilitar a troca de experiências entre profissionais e instituições nacionais e internacionais.

O presidente da APEB, Roberto Figueiredo, falou sobre a importância da mediação e da arbitragem para o desafogamento da Justiça. “Segundo pesquisa do Conselho Nacional de Justiça divulgada em 2015, existem mais de 1,6 milhão de processos sem solução no primeiro grau do Tribunal de Justiça da Bahia. Preocupados com o número e percebendo a ausência de eventos deste porte no Brasil, decidimos debater estes temas, que são duas das principais ferramentas ligadas a soluções alternativas de conflitos na área”, destacou.

Ao abordar a diferença entre mediação e arbitragem, o coordenador científico do evento, procurador Marcos Sampaio, destacou o papel da APEB na promoção do diálogo. “A mediação é um importante instrumento de pacificação pessoal e social, que fomenta o diálogo e evita a judicialização de processos. Já a arbitragem é uma forma alternativa e extrajudicial de solução de conflitos, que abrevia a resolução de problemas com a atuação de árbitros. Ao levantar esses assuntos, portanto, a APEB se mostra vocacionada a promover o diálogo de forma serena, rápida e, sobretudo, tranquila", pontuou.

Para enriquecer o debate e trazer experiências diversificadas, o I FNMA contará com palestrantes de destaque dos cenários internacional, nacional e estadual. Entre eles, o presidente do Instituto de Mediação e Arbitragem Internacional (ILMAI), Fernando Tonim, de Portugal, o presidente do Instituto de Mediação e Arbitragem do Brasil (IMAB), Adolfo Braga, o juiz auxiliar do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), André Gomma, o membro da Comissão Brasileira de Arbitragem (CBAR), Gustavo Justino, e o professor das Universidades Federal da Bahia e do Estado da Bahia Bernardo Lima.

Os temas debatidos serão "Mediação de conflitos: o operador do Direito na pós-modernidade", "O desenvolvimento da cultura arbitral para incentivar a economia na América Latina" e "Mediação e arbitragem na Administração Pública". Também serão realizadas as oficinas "Mediação judicial e extrajudicial", "Funções do advogado na mediação com ênfase na resolução extrajudicial de conflitos", "Como criar uma Câmara de Mediação e Arbitragem" e "Desconstruindo mitos: mediação e autocomposição de conflitos".

“Esperamos fazer um evento inesquecível e enriquecedor para a área, com debates construtivos e qualificados, levando conhecimento à comunidade jurídica brasileira de diferentes técnicas de mediação e arbitragem já experimentadas mundo afora. Sabemos da carência de discussões desse porte e acreditamos que este será o pontapé inicial para a disseminação dos temas no Brasil”, destacou a vice-presidente da APEB e coordenadora-geral do FNMA, Cristiane Guimarães.

O evento conta com a parceria da Procuradoria-Geral do Estado da Bahia (PGE-BA), Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA), Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil – Seção Bahia (IEPTB), Associação dos Notários e Registradores do Estado da Bahia (Anoreg-BA), Defensoria Pública do Estado da Bahia (DP/BA), Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA), Associação Comercial da Bahia, Sistema de Automação da Justiça da Softplan e Guimarães, Prates & Figueiredo Advocacia e Consultoria.

Apoiam o FNMA a Associação Nacional dos Procuradores do Estado (ANAPE), Associação Nacional dos Procuradores Municipais (ANPM), Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB) e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (CREA-BA).

As inscrições estão sendo realizadas pelo site www.fnma.com.br e terão preços promocionais de 6 a 14 de julho: estudantes pagam R$ 150,00; jovens advogados, R$ 250,00; representantes de associações e advogados credenciados à OAB, R$ 400,00; e profissionais da área, R$ 600,00.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©