Programação do Espaço Cultural da Barroquinha

sábado, 11 de junho de 2016

ESPAÇO CULTURAL DA BARROQUINHA CELEBRA JUNHO COM ANCESTRALIDADE E MULTILINGUAGENS
O mês de junho no Espaço Cultural da Barroquinha será marcado pela dança,  comemoração dos 100 anos do samba, ancestralidade e pelo teatro. Abrindo o mês, no dia 1° de junho é a inauguração da exposição Mãos que Herdam na Galeria Juarez Paraíso. As obras do artista plástico Antônio Carlos Oloxedê, que ascende da linhagem da família Ásipa,originária de Oyó capital política do antigo império Yorubá e de Ketu, é a tradução da ancestralidade afro brasileira.Antônio Carlos Oloxedê segue os passos do Mestre Didi, artista plástico reconhecido internacionalmente. Na África, a singularidade artista é hereditária e foi herdada pelo seu neto Oloxedê, que exprime, em suas peças a linguagem nagô e o discurso sobre a experiência do sagrado, que se manifesta por meio de uma simbologia formal de caráter estético. A entrada é gratuita.
De 3 a 12 de junho, de sexta a domingo sempre às 19h, ancestralidade e modernas tecnologias se encontram e dialogam no misto de instalação interativa e espetáculo Odoiyá, que tem como pontos centrais a experiência cênica e a corporeidade. Concebido pela bailarina e professora Bel Souza, o projeto, que foi contemplado pelo edital Arte em Toda Parte – ano III, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura de Salvador, nasce de experiências pessoais vividas por ela no candomblé. Filha de Yemanjá do Ile Asé Odé Omin Silé, a criadora consolidou a proposta durante seu processo de iniciação na religião e, dessa forma, construindo o solo que promove a interação do espectador com aspectos simbólicos dos rituais do candomblé, utilizando projeções mapeadas e elementos sonoros, táteis e olfativos. A entrada é gratuita. 
E antes do São João chegar, nos dias 14 e 15 de junho, sempre às 19h, “O Samba Pede Passagem”! Esse é o espetáculo que traz para a roda as diversas origens e modelos de samba fazendo um apanhado histórico-cultural até os dias atuais, ao som instrumentos musicais como o cavaquinho, violão e pandeiro e a partir estilos de samba como o Samba de Roda, o Samba de Gafieira, o Pagode, Partido Alto e outros. Os ingressos estarão disponíveis na bilheteria do espaço nos valores de R$10,00/R$5,00.
E para fechar o mês, quem ocupa o espaço é o Teatro Base de 17 a 19 de junho com o espetáculo “Como Medéia para minha mãe”. O solo traz o questionamento de em que tempo e espaço a filha, a mãe e medéia poderiam estar juntas e conversando.  A criação e performance é da atriz Lara Duarte. Esta peça faz parte da Mostra ABUNDÂNCIA, que trará, de junho a setembro, quatro solos que debaterão questões relacionadas à temática do feminismo. As sessões são de sexta a domingo, às 19h, com sessão extra no domingo às 17h. Os ingressos estarão disponíveis na bilheteria do espaço nos valores de R$10,00/R$5,00.
SERVIÇO 
·         6 a 12 de junho
 10 a 12/06 - 19:00 - DANÇA - Odoyá - Ambiente Multisensorial - Bel Souza - entrada gratuita


·         13 a 19 de junho
 14 e 15/06 - 19:00 - DANÇA - O Samba pede passagem - R$10,00/R$5,00. 
17 a 18/06 - 19:00 - TEATRO - Como Medeia para minha mãe - R$10,00/R$5,00.
 19/06 - 18:00 - TEATRO - Como Medeia para minha mãe - R$10,00/R$5,00.
 Mais informações e contatos: Espaço Cultural da Barroquinha 3202-7880

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©