Encontro de Filarmônicas e baile no 2 de Julho

terça-feira, 28 de junho de 2016

ENCONTRO DE FILARMÔNICAS E BAILE DA INDEPENDÊNCIA  CELEBRAM O DOIS DE JULHO
 Sete filarmônicas e bandas realizam o XXV Encontro de Filarmônicas no 2 de Julho, em pleno Campo Grande, 17h
No dia seguinte, a partir das 18h, também no Campo Grande, o Baile da Independência celebra com o povo a data máxima da Bahia

Há 25 anos atrás o maestro Fred Dantas, o cantor e compositor Moraes Moreira e o mestre de bandas Zinho de Aramari decidiram que era preciso chamar a atenção para o estado de esquecimento em que se encontravam as filarmônicas na Bahia, com uma grande apresentação na capital. Assim nasceu o Encontro de Filarmônicas no 2 de Julho, que em seu Jubileu de Prata reúne no próximo sábado, dia 2 de Julho, das 17h às 21h, em pleno Campo Grande, sete filarmônicas e bandas - Filarmônica Ambiental (Camaçari), Banda de Música Maestro Wanderley (Polícia Militar), Banda Filarmônica do Projeto Neojibá, Filarmônica União dos Artistas (Ilha de Bom Jesus dos Passos ), Filarmônica Minerva Cachoeirana (Cachoeira), Filarmônica 4 de Janeiro (Itiúba) e a Oficina de Frevos e Dobrados. A promoção é da Fundação Gregório de Mattos e a realização da Oficina de Frevos e Dobrados, com coordenação do maestro Fred Dantas.

No dia seguinte, ao pé do caboclo, tendo como salão o próprio Campo Grande, duas orquestras realizam o “Baile da Independência”, um baile público de pura comemoração popular. Promovida pela Fundação Gregório de Mattos, e realizada pela Orquestra Fred Dantas, a partir das 18h, a festa conta na abertura com a Orquestra Paulo Primo. Logo em seguida a Orquestra Fred Dantas toca para a população.

No “Baile da Independência” será realizado o resgate do “Hino à Cidade do Salvador”, composição de Oswaldo Leal, serão tocadas composições relacionadas à nossa cidade -  obras de Ari Barroso, Dorival Caymmi, Riachão e Moraes Moreira, entre outros – haverá muita música dançante para que casais possam se exibir na mais pura dança de salão, e subirá ao palco a cantora convidada, a diva  Claudete Macedo, considerada “a inventora da mulher baiana”, porque projetou, nos seus anos de sucesso na Rádio Nacional e nas emissoras locais, o “samba no pé”, a louvação aos elementos simbólicos da religiosidade afro-descendente e a exaltação do orgulho feminino.

A parte final do Baile é dedicada à dança livre, ao som das músicas que mais representaram a Bahia recentemente –do trio elétrico à  internacionalmente conhecida Axé Music, passando pela musicalidade dos blocos afro-baianos. Tudo isso realizado com arranjos exclusivos utilizando todo o instrumental da orquestra, projetando a nível nacional as novas possibilidades que a formação instrumental alcança nesse novo milênio.

Um antigo Baile da Independência, criado pela classe média soteropolitana no século XIX originou a Festa da Mocidade, que se deslocou para o Campo da Pólvora, e durou até início dos anos 1950. No final do século passado, por iniciativa da Fundação Gregório de Mattos, o maestro Fred Dantas foi convidado a idealizar um novo “Baile da Independência” em um palco próximo ao Monumento aos Heróis do 2 de julho e dos carros alegóricos dos Caboclos.

XXV Encontro de Filarmônicas no 2 de Julho 
Devido ao seu Jubileu de Prata, pela primeira vez sete grupos farão parte do encontro de Filarmônicas no Campo Grande. No dia 2 de Julho de 2016, uma hora mais cedo que os anos anteriores e seguindo imediatamente após os eventos relacionados ao Fogo Simbólico, o palco montado no Campo Grande será ocupado por grupos que representam os diversos aspectos que o Encontro de Filarmônicas levantou ao longo dos seus 25 anos.  

Programa: 
17:00 - Abertura com a Filarmônica Ambiental (homenagem aos 20 anos da Escola Ambiental), regência do mestre Fernando Hamilton.

17:30 - Banda de Música Maestro Wanderley, da Polícia Militar da Bahia, regência Tte Marcelo Sarmento.

18:20 - Banda Filarmônica do Projeto Neojibá, regência professor Helder Passinho.

19:00  - Filarmônica União dos Artistas, da Ilha de Bom Jesus dos Passos, regência mestre Josias Monteiro.

19:45 - Filarmônica Minerva Cachoeirana, da cidade de Cachoeira, regência mestre Clarício Marques. Regente decano: Felisberto José da Silva.

20:25 - Filarmônica 4 de Janeiro, da cidade de Itiúba, regência mestre Egnaldo Paixão.

21:00 - Oficina de Frevos e Dobrados, de Salvador, regência do Maestro Fred Dantas.


Serviço :

XXV Encontro de Filarmônicas no 2 de Julho
2 de julho de 2016, no Campo Grande, das 17h às 21h45
Promoção: Fundação Gregório de Mattos
Realização: Oficina de Frevos e Dobrados, com coordenação do Maestro Fred Dantas.

Baile da Independência
3 de julho de 2016, no Campo Grande, a partir das 18h
Promoção: Fundação Gregório de Mattos
Realização: Orquestra Fred Dantas
Abertura: Orquestra Paulo Primo

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©