NEOJIBA e bandas filarmônicas se reúnem no TCA

quinta-feira, 30 de junho de 2016


Além de se apresentarem na sala principal, as quatro bandas convidadas participam de oficinas de capacitação para instrumentistas

Tradicionais atrações dos desfiles cívicos por toda a Bahia, as filarmônicas são importantes agentes culturais no Estado. Neste domingo, 3 de julho, quatro delas participam de um grande encontro no Teatro Castro Alves. A partir das 14h, bandas filarmônicas das cidades de Itiúba, Cachoeira, Dias D’Ávila e Irará se apresentam na Sala Principal do TCA, seguidas pela Banda Sinfônica do NEOJIBA e pela Banda Sinfônica da Paz; esta última formação musical do Núcleo Bairro da Paz. As apresentações com entrada gratuita comemoram a Independência da Bahia. Pela manhã, instrumentistas das bandas filarmônicas participam de capacitação ministrada por integrantes do NEOJIBA.

O evento reúne quatro bandas integrantes da FEBAF no principal teatro do estado para um dia de aulas e celebração musical. A Filarmônica 4 de Janeiro (Itiúba), a Filarmônica Minerva Cachoeirana(Cachoeira), a Banda de Música e Filarmônica Guerreiros do Sol (Dias D'Avila) e a Banda Juvenil da Filarmônica 25 de Dezembro (Irará) participam do programa. A iniciativa é promovida pela Federação das Bandas Filarmônicas da Bahia (FEBAF) e pelo NEOJIBA, com apoio do Teatro Castro Alves, Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e Instituto Anísio Teixeira (IAT). 

Segundo o presidente Gerry Andrade, a FEBAF foi criada para fortalecer as filarmônicas, para que juntas consigam superar as dificuldades enfrentadas no contexto atual. “As filarmônicas da Bahia são a maior escola de música instrumental do país. Somos cerca de 180 grupos que alcançam aproximadamente 20 mil crianças. Tanto o NEOJIBA quanto as bandas filarmônicas têm os mesmos objetivos: inclusão social aliada à educação musical. Por isso acreditamos que essa parceria só vem para somar”, afirma o gestor, também maestro de grupos musicais sediados na região de Irecê, há cerca de 480 km de Salvador.

O evento consagra a aproximação entre o NEOJIBA e a FEBAF. “As Filarmônicas fomentam a prática musical coletiva na Bahia. Queremos aproximar o programa da realidade das bandas filarmônicas e também reafirmar sua importância para o nosso Estado”, afirma Helder Passinho Jr, coordenador de trompetes e idealizador da Banda Sinfônica do NEOJIBA, que foi constituída especialmente para a ocasião. Setenta músicos do programa participam desta formação musical que se apresenta no domingo no TCA, sendo que 20 deles são oriundos de Filarmônicas sediadas no interior do Estado. 

“Este encontro promove uma troca de experiências entre o NEOJIBA e as bandas filarmônicas. Justamente por estar no âmbito da Rede de Projetos Orquestrais da Bahia, permite que estejamos mais próximos e alinhados com as necessidades desses grupos”, afirma Adriano Cenci, coordenador da Rede, espaço para articulação e colaboração entre o NEOJIBA e parceiros no interior do estado.


Rede de Projetos Orquestrais da Bahia
Espaço de articulação e cooperação entre o programa NEOJIBA e seus parceiros, a Rede de Projetos Orquestras da Bahia foi criada em 2013. O objetivo é atender a uma demanda crescente por apoio pedagógico e orientação para qualificação e criação de projetos musicais existentes no interior do estado. A Rede está presente em 22 municípios e 13 Territórios de Identidade e atua em parceria com 24 projetos, responsáveis pelo atendimento direto a um público estimado em 1.800 pessoas. Em 2015, passou a integrar a Rede Cultura Viva do Ministério da Cultura.

Programa NEOJIBA
Criado em 2007 como um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia, o NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia) tem por objetivo promover o desenvolvimento e a integração social, prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletiva. O NEOJIBA beneficia cerca de 4.600 crianças, adolescentes e jovens em todo o estado da Bahia. É uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (Justiça Social) e seu diretor fundador é o maestro e pianista Ricardo Castro.

SERVIÇO
NEOJIBA & Filarmônicas
Filarmônica 4 de Janeiro (Itiúba)
Filarmônica Minerva Cachoeirana (Cachoeira)
Filarmônica Guerreiros do Sol (Dias D’Avila)
Banda Juvenil da Filarmônica 25 de Dezembro (Irará)
Banda Sinfônica do NEOJIBA
Banda Sinfônica da Paz (Núcleo Bairro da Paz)
Teatro Castro Alves, Domingo, 03 de julho, às 14h - Entrada Gratuita

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©