Dois de Julho em exposição na Holanda

terça-feira, 3 de maio de 2016


Artista visual leva o “Dois de Julho”para exposição na Holanda
Os festejos em torno da Independência da Bahia, popularmente conhecidos como “Dois de Julho”, são o tema escolhido pelo artista visual carioca/baiano Arthur Scovino para representar a Bahia na exposição coletivaSoft Power, Arte Brasil, na Holanda. Com abertura em 20 de maio, a exposição ficará em cartaz até o dia 28 de agosto, no Museu Kunsthalkade em Amersfoort, Países Baixos, e contará com 35 artistas e grupos contemporâneos brasileiros.

As obras selecionadas para a mostra tratam de temas sociais, políticos, ecológicos e econômicos em que os artistas buscam criar elementos que destaquem a essência do país, levando-se em conta que, neste ano de 2016, o Rio de Janeiro sediará os Jogos Olímpicos.

Arthur Scovino apresentará uma instalação intitulada O Caboclo do Dois de Julho composta de fotos, objetos, desenhos e um vídeo produzido em 2014, durante a III Bienal da Bahia. No vídeo, o artista acompanha o cortejo da festa da Independência desde a Lapinha até o Campo Grande, dando ênfase às cenas instigantes e tradicionais do desfile e seus bastidores. O material foi exibido pela primeira vez em 2015, durante a Mostra Itinerante da 31ª Bienal de São Paulo, no Palácio das Artes, em Belo Horizonte.

Com o trabalho ainda em fase de produção, o artista explica que a obra não busca recontar a história da Independência da Bahia, mas construir um conjunto de imagens, poesias e ações livremente inspiradas pelo lado afetivo de suas vivências pessoais e conversas com amigos sobre o Dois de Julho. Para isso, ele solicita a quem quiser colaborar com histórias inusitadas, documentos e fotos pessoais relacionados ao Caboclo e a Cabocla da Independência, entrar em contato através de sua página no Facebook ou Instagram (Arthur Scovino).

Levando Gal para passear
Arthur Scovino nasceu na região metropolitana do Rio de Janeiro em 1980 e mora em Salvador desde 2008. Desenvolve suas pesquisas artísticas em torno do ambiente, da cultura e das relações afetivas e sociais na Bahia, sobretudo em Salvador. Investiga estética e pensamento artísticos contemporâneos através de ações performáticas e relacionais, baseado em símbolos do imaginário religioso e da miscigenação brasileira.

Em 2013, foi premiado nos salões de artes visuais da Bahia com a obra Levando os Elepês de Gal para Passear e, em 2014, ano em que se formou pela Escola de Belas Artes da Ufba, participou da 3ª Bienal da Bahia e da 31ª Bienal de São Paulo. Pelo terceiro ano consecutivo concorre ao Prêmio PIPA, um dos maiores na área das artes visuais do país.

Serviço:
Exposição Coletiva “Soft Power, Arte Brasil”
Artista visual Arthur Scovino
Local: Museu KunsthalKade, Amersfoort, Países Baixos – Holanda
De 20.05.2016 a 28.08.2016

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©