Cinema baiano experimenta fricção científica

quinta-feira, 24 de março de 2016

Minotauro – viagem ao labirinto do corpo
Filme de “fricção cientifica” adiciona experimentações à cinematografia baiana
Leonardo França apresenta seu terceiro curta, estrelado por 20 atores e performers de arte contemporânea da Bahia
 
Na próxima quarta-feira, 30 de março, às 20 horas, será realizada a primeira exibição pública do terceiro curta-metragem do artista multimídia baiano Leonardo França. “Minotauro – viagem ao labirinto do corpo” mistura referências de cinema, performance e videogame, tendo o corpo como centro de atritos narrativos – daí vem a sugestiva proposta do diretor de definir o filme como uma “fricção científica”, protagonizada por Eduardo Gomes e também estrelado por outros 19 importantes atores e performers da nova cena de arte contemporânea baiana. A pré-estreia acontece no Instituto Cultural Brasil Alemanha – Goethe-Institut (ICBA), no Corredor da Vitória, em Salvador.

Num laboratório de garagem, um homem busca “desprogramar o seu corpo”, criando um jogo meditativo que inverte o canal da respiração do nariz para a boca. Ao manter-se nesse movimento de inspirar e expirar continuamente pela boca, ele é conduzido por um labirinto de sensações, memórias e visões. O labirinto interno do homem se confunde com um labirinto externo: o Conjunto Habitacional João Machado Fortes, localizado no fim de linha do bairro de Brotas, que guarda lembranças reais e inventadas do personagem. As situações vividas no local compõem então uma espécie de jornada de renascimento e transformação.

Leonardo França, artista que cruza diferentes atuações como diretor, ator, coreógrafo e performer, também realiza direção, montagem e roteiro dos curtas “IFÁ” (2014) e “Laje do Céu” (2012). Ele trabalha em seus filmes com a ideia de “argumento detonador”, ao invés de um roteiro prévio tradicional. Essa escolha reflete o interesse por uma criação processual, na qual uma situação detonadora conduz as cenas seguintes. Em “Minotauro – viagem ao labirinto do corpo”, se reafirmam este processo e as parcerias com o diretor de fotografia Gabriel Teixeira e o músico João Milet Meirelles, que faz a trilha sonora e desenho de som.

Assim, o curta propõe uma contribuição, junto com outros filmes que vêm sendo produzidos em Salvador, para a investigação de uma linguagem audiovisual mais sinestésica e menos historiográfica. Dentro de uma narrativa realista-fantástica, adiciona conteúdo a uma iconografia atípica na cinematografia baiana, ao abordar Salvador por um ambiente urbano e operário, de uma classe média baixa que atua no cotidiano da cidade para além de suas místicas.

Parcerias – A primeira exibição de “Minotauro” marca a retomada da parceria entre a Dimenti Produções Culturais, que assina a produção da obra e da qual Leonardo França é um dos integrantes, e o ICBA, espaço em que o grupo volta a atuar como residente.

O filme tem apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) e Secretaria de Cultura da Bahia.

Pré-estreia
Minotauro – viagem ao labirinto do corpo
De Leonardo França (direção, roteiro e montagem)
Elenco: Camila Ribeiro, Délio Pires Rosas, Eduardo Gomes, Felipe Assis, Felipe Benevides, Francisco Fraser, Isaura Tupiniquim, Jaqueline Elesbão, João Mello França, Jorge Alencar, Jorge Oliveira, Lia Cunha, Lucas Barreto de Sá, Michelle Mattiuzzi, Neto Machado, Olga Lamas, Paula Carneiro Dias, Rita Aquino, Talita Gomes e Yuri Tripodi.
Sinopse: Filme de fricção científica. Desprogramar o corpo. Alterar a respiração. Mover o sentido. Viagem labiríntica – do pequeno ao grande do grande ao pequeno.
Duração: 22 minutos
Quando: 30 de março (quarta-feira), 20 horas
Onde: Instituto Cultural Brasil Alemanha – Goethe-Institut (ICBA)
Av. Sete de Setembro, 1809 – Corredor da Vitória. Salvador/BA.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©