No Carnaval especialistas alertam para DST's

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016


Carnaval é agora, mas as DST`S seguem para toda vida, alerta Urologista
Dr. Modesto Jacobino aponta para a importância da camisinha o ano inteiro

Dois pra cá, dois pra lá, e entre uma corda e outra, os olhares se tornam cada vez mais próximos embalados pelas músicas efervescentes, coreografias sensuais e a libido natural do carnaval. Daí surge os encontros casuais e as relações sexuais. De acordo com o urologista Dr. Modesto Jacobino esse é um dos períodos em que mais as pessoas se expõem. “Após o carnaval atendo diversos homens preocupados com a saúde, pois se expuseram de alguma forma durante a folia. Não dá para vacilar e deixar de usar o preservativo”, aponta. Na última sexta-feira (29), no Palácio da Aclamação, no bairro do Campo Grande, em Salvador, ocorreu o início da campanha nacional de prevenção ao HIV/Aids no estado. Salvador por atrair milhares de turistas de todas as partes do mundo, fica com sinal de alerta piscando para total atenção da campanha. De acordo com o diretor do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do MS, Fábio Mesquita, o público jovem (15 a 24 anos) está no foco da ação que, além de ressaltar a importância do uso de preservativos, sensibiliza as pessoas que tiveram relação sexual sem proteção a realizar a profilaxia pós-exposição (PEP). O procedimento consiste do uso de quatro medicamentos anti-retrovirais (tenofovir, lamivudina, atazanavir e ritonavir) por 28 dias consecutivos. Para Dr. Modesto jacobino as campanhas só funcionam quando existe um diálogo em casa com a família sobre prevenção e saúde. “As campanhas são importantíssimas para disseminação da informação, mas sem um reforço em casa os jovens ficam vulneráveis com a exposição. A juventude de hoje não conheceu o Cazuza, Renato Russo e tantos outros mitos que morreram de AIDS. É preciso que essa pauta seja discutida o ano inteiro. Carnaval é agora, mas as doenças sexualmente transmissíveis seguem durante o ano ”, conta. Ainda de acordo com o urologista, falta um hospital especializado em cuidados com a saúde do homem no estado. “Já é chegada a hora do Hospital do Homem . Não só para DST´S, mas para todas as doenças”, completou. A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) está disponibilizando 28 serviços especializados de atendimento nos municípios e, durante todo o ano, são realizadas testagens para verificar se a pessoa é portadora de HIV ou de DSTs com sífilis ou hepatite. “Durante o Carnaval de Salvador dois estandes estarão funcionando. Um, na Barra, próximo ao shopping, na Avenida Centenário, e outro em Ondina, no final do circuito.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©