IGHB devolve cadeira de Jubiabá ao Terreiro

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

INSTITUTO GEOGRÁFICO E HISTÓRICO DA BAHIA DEVOLVE CADEIRA DE JUBIABÁ AO TERREIRO MOKAMBO, APÓS 95 ANOS


A CADEIRA DE JUBIABÁ será o primeiro objeto sagrado ao povo do Candomblé a ser devolvido, voluntariamente, pelo Instituto Geográfico e Histórico da Bahia ao Terreiro Mokambo. A solenidade de entrega, com as cautelas naturais de um comodato, será no dia 28 de outubro, às 10h, na sede do IGHB (Piedade), com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia/Fundo de Cultura e da Fundação Pedro Calmon (Centro de Memória). Às 19h acontece a Entronização e Sacralização da cadeira no Terreiro e no Memorial Kisimbiê (Vila 2 de Julho, Trobogy).

A data da sessão acontece no mesmo dia da morte de SEVERIANO MANUEL DE ABREU (JUBIABÁ), nascido em 20 de abril de 1886 e falecido em 28 de outubro de 1937. Zelador de Nkisi, no dia 05 de outubro de 1920 teve sua casa, no Alto da Cruz do Cosme, invadida pela polícia, prática recorrente e muito comum no auge da perseguição policial aos Candomblés na década de 20, sequestrando e levando como se fosse um troféu, além de alguns objetos, a cadeira de comando do Zelador, portanto, há 95 anos.

Para o presidente do IGHB, Eduardo Morais de Castro, a devolução da cadeira teve a participação fundamental do presidente de honra da entidade, doutor Roberto Santos, que, quando governador, assinou o decreto que libera as entidades de culto afro brasileiro do registro obrigatório na Secretaria de Segurança Pública. “Não só na justiça se faz justiça, mas sim, através do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia que, por quase 100 anos, foi depositário da Cadeira de Jubiabá, retirada a força pela polícia, na década de 20. Como temos a característica de preservar, certamente os orixás induziram as autoridades de então, a destiná-la a nossa instituição, e atualmente sendo devolvida quem de direito”, defende Morais de Castro.

A CADEIRA DE COMANDO - "De todos os símbolos do Candomblé, um dos mais emblemáticos é a Cadeira de Comando do líder espiritual da casa. Nela estão significados todos os elementos de poder que fazem do Líder Espiritual uma pessoa diferente, respeitada por toda a comunidade, digno de toda a admiração e estima", explica o Babalorixá Taata Anselmo Santos Minatojy, líder espiritual do Terreiro Mokambo, que agradece ao IGHB. "Em função da sensibilidade e senso de justiça do presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, estamos restaurando a dignidade da Cadeira de Comando de Severiano Manoel de Abreu (Jubiabá)", declara.

Histórico do Terreiro Mokambo - O Terreiro Mokambo foi fundado em 18 de janeiro de 1996, na Rua Heide Carneiro nº 89, no Loteamento Vila Dois de Julho/Paralela, pelo titular do Terreiro o Taata Anselmo Santos, sob a orientação do Tata Kamukenge, o Taata Pokó Gervásio da Silva (Pai Zequinha) filho de Oxum confirmado para Nanã que passou sua vida servindo ao Nkisi Mutalombô de Altanira Maria Conceição Souza (Mãe Mirinha de Portão). O nome religioso do Terreiro é ‘ONZÓ NGUZO ZA NKISI DANDALUNDA YE TEMPO’ que significa Casa da Força Espiritual das Divindades Dandalunda e Tempo. O Terreiro é remanescente do Terreiro São Jorge Filho da Goméia quando era dirigido pela saudosa Mameto dya Nkisi Altanira Maria Conceição Souza (Mãe Mirinha de Portão) que por sua vez era filha de João Alves Torres Filho (Joãozinho da Goméia) que era filho de Manuel Severiano de Abreu (Jubiabá).

O TERREIRO MOKAMBO abriga o MEMORIAL KISIMBIÊ – ÁGUAS DO SABER, e foi durante pesquisas ocorridas no IGHB para a concepção de seu acervo que foi localizada a Cadeira de Jubiabá. A partir daí se iniciou um processo, solicitando a devolução da cadeira, visando que a mesma fosse entronizada no memorial, fortalecendo a história afrodescendente, e fazendo uma justiça histórica com a memória do ancestral.

SOBRE O IGHB - Fundado em 13 de maio de 1894, a entidade cultural mais antiga do Estado é também conhecida como a “Casa da Bahia”. É uma das 15 instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). Recebeu, em 2011, do IPAC, a notificação de abertura de processo para tombamento da sua edificação e todo o seu acervo.

SERVIÇO
Ato de entrega da cadeira de Jubiabá com a assinatura do Termo de Comodato
Quando: Quarta-feira (28), 10h
Local: Auditório do IGHB – Instituto Geográfico e Histórico da Bahia
Avenida Joana Angélica, 43 - Piedade | 71- 3329-4463 | www.ighb.org.br
Assessoria de Comunicação: 71 8777 5409/ 9974 5858 (Cleide Nunes)

Entronização e Sacralização da cadeira no Terreiro e no Memorial Kisimbiê
Quando: Quarta-feira (28), 19h
Local: Terreiro Mokambo – Nzo Nguzo za Nkisi Ndandalunda ye Kitembo
Rua Heide Carneiro nº 89, Vila Dois de Julho | Salvador/Ba(71) 3360-6668
Site: www.terreiromokambo.org.br | E-mail: mokambo@terra.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©