Eder Muniz expõe em galeria no Rio Vermelho

quarta-feira, 15 de julho de 2015


“Eu escuto a cor dos pássaros” tem abertura dia 17 de julho na galeria Luiz Fernando Landeiro

Tratado geral das grandezas do ínfimo
A poesia está guardada nas palavras — é tudo que eu sei.
Meu fado é o de não saber quase tudo.
Sobre o nada eu tenho profundidades.
Não tenho conexões com a realidade.
Poderoso para mim não é aquele que descobre ouro.
Para mim poderoso é aquele que descobre as insignificâncias (do mundo e as nossas).
Por essa pequena sentença me elogiaram de imbecil.
Fiquei emocionado.
Sou fraco para elogios.
Manoel de Barros

Grafitti, Manoel de Barros e física quântica. Foi a junção desses três elementos que inspirou a nova exposição do artista plástico baiano Eder Muniz, “Eu escuto a cor dos pássaros”. Com abertura no dia 17 de julho de 2015 (sexta-feira), a mostra reúne cerca de 40 peças em madeira maciça no formato 14x10cm, compondo uma espécie de narrativa que versa sobre o universo que há em cada indivíduo.

A Galeria Luiz Fernando Landeiro Arte Contemporânea sedia esta nova exposição de Muniz, que sempre vem se reinventando dentro da linguagem do grafitti, expressão pela qual seu trabalho ficou conhecido nacional e internacionalmente. Ao unir a pintura com a inspiração da poesia de Manoel de Barros e os preceitos da física quântica, interessa ao artista refletir sobre a natureza humana e sobre os limites da realidade. Para ele, estas duas formas de expressão (a poesia e a física) se completam ao conciliar espiritualidade, medicina, filosofia e estudos sobre a consciência.

Ativo nas ruas de Salvador/BA há mais de 15 anos, Muniz desenvolveu sua arte de modo autodidata, experimentando com o spray nas ruas da cidade. O cenário da arte de rua mudou aos seus olhos quando começou a desenvolver técnica misturando arte plástica e grafite. Muniz incorpora ao seu trabalho figuras humanas, animais e a diversidade do abstrato e o surreal. Nessa mistura ele dialoga com a cidade e seu meio, o equilíbrio entre a natureza e seres humanos de maneira poética simples e singular.

Em “Eu escuto a cor dos pássaros”, Eder Muniz mais uma vez inova no formato de suas obras, que há muito já saíram das ruas e entraram por galerias e outros espaços de arte em Salvador e fora dela. A abertura contará com a performance do poeta James Martins e do músico Juracy Yhuuu, além de degustação dos chocolates AMMA.
A mostra fica em cartaz até o dia 21/08/2015, e tem entrada franca.

SERVIÇO
Exposição: Eder Muniz | “Eu escuto a cor dos pássaros”
Abertura: 17 de julho de 2015 (sexta-feira), às 19h
Exposição de 20 de julho a 21 de agosto de 2015.
Horário de visitação: de segunda a sábado, das 10 às 19h. Sábado: das 10 às 14h.
Local: Galeria Luiz Fernando Landeiro Arte Contemporânea. Rua da Paciência, nº 227, Rio Vermelho, 41.950-010, Salvador / BA.
Tel. 55 71 3035-4154 | www.landeiro.com.br
Entrada gratuita

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©