César Romero ganha prêmio de Crítica pela ABCA

quarta-feira, 29 de abril de 2015


O momento atual está bastante a favor do baiano César Romero. O artista plástico que completou recentemente quatro décadas como crítico de arte, acaba de receber o Prêmio Destaque Especial pelos 40 anos de Crítico de Arte, concedido pela Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA). O reconhecimento destaca a vasta dedicação e contribuição de César para a cultura nacional, diante das críticas elaboradas sobre os diversos eventos culturais na Bahia, no Brasil e no mundo.

“É uma honra ser premiado pela ABCA, quando faço 40 anos de atividades jornalísticas. O prêmio é resultado de um esforço contínuo de divulgar a arte baiana e brasileira. Sou grato a Matilde Matos que me iniciou na grande imprensa me cedendo duas colunas no extinto Jornal da Bahia. Também a Justino Marinho que por longo tempo dividiu o espaço comigo. Ele é um grande artista, merece meu respeito e reconhecimento. É o maior prêmio nacional na área de uma entidade séria”, declara César Romero.

Os votos dos 160 membros da ABCA para os prêmios foram apurados nesta quarta-feira (29), no Museu Brasileiro da Escultura, em São Paulo, juntamente com a homologação da eleição. Durante a determinação do número de votos, o artista plástico baiano foi o grande homenageado na eleição, recebendo Menção Especial por seus 40 anos de atividade crítica.

“Artista de formação erudita César Romero conduziu sua pintura ao plano do reconhecimento internacional. Junto a sua relevante produção artística premiadíssima, com o mesmo esmero e competência dedica-se a crítica de arte, através de vários textos, curadorias, pesquisas, e por meio da colaboração na imprensa da Bahia por 40 anos ininterruptos. O valor de suas atividades como crítico de arte, mais uma vez é reconhecido pela ABCA, que já lhe concedeu varias prêmios e ora lhe outorga com Menção Especial”, manifesta a poeta e também crítica de arte, Mirian de Carvalho.

Este é o quinto prêmio que César Romero recebe da ABCA. Ganhou por duas vezes o prêmio Mario Pedrosa em 2001 e 2007 (destinado a artista de linguagem contemporânea), e também da ABCA por duas vezes o prêmio Gonzaga Duque em 2004 e 2010 (destinado a crítico filiado por atuação no ano). Um recorde, uma comemoração significativa para o artista, que no cenário das artes é considerado um dos mais respeitados e experientes críticos de arte do país.

Para Jacob Klintowitz, um dos mais importantes historiadores de arte brasileiros, “O reconhecimento da imensa contribuição cultural de César Romero foi uma honra para a ABCA: ele é um dos nossos. César mantém a mais longeva coluna de arte do país. Neste período escreveu sobre uma imensa quantidade de artistas e intelectuais e sempre primou pela elegância, fina sensibilidade, ampla cultura e arguta inteligência. Artista premiadíssimo, César pertence à elite dos coloristas do Brasil. A homenagem que agora a ABCA lhe presta é a afirmação do mesmo princípio que gerou a sua fundação: o primado do saber”.

Em seu vasto currículo como crítico de arte, César Romero publicou mais de 800 artigos sobre arte e prefaciou aproximadamente 300 catálogos de exposições para artistas brasileiros e lusófonos. Nos últimos anos, o artista plástico tem recebido inúmeras honrarias e ocupado cargos ligados à crítica e as artes visuais, no país e no exterior. Entre elas, estão: o prêmio Top Of Quality; Membro do Instituto Preste João em Lisboa, Portugal; Acadêmico de Mérito da Academia Portuguesa de Ex-Líbres também em Lisboa e Acadêmico Estrangeiro da Academia de Letras e Artes de Portugal.

“Apoio, incentivo, elogios, mediações, meditações, além de suas censuras sutis, críticas construtivas e inteligentes, guiam os artistas mais jovens ou os mais maduros, na busca da notoriedade e socialização de seus trabalhos, numa luta insana numa comunidade cada vez mais egoísta e individualista. Ressalta-se a sua luta, para o enquadramento de artistas e intelectuais da região no quadro de associados da ABCA, fazem de César Romero, sem dúvida, um grande merecedor da “Menção Especial” por seus 40 anos de crítica de arte, outorgado por essa Associação Brasileira de Críticos de Arte”, declara a professora e pesquisadora Maria Helena Flexor.

A cerimônia de premiação será realizada no dia 19 de maio, no auditório do SESC Vila Mariana, em São Paulo. Na ocasião, estarão reunidos artistas, intelectuais, críticos e historiadores ligados às artes visuais.

O artista. Em 47 anos como artista plástico, César Romero participou de mais de 400 exposições coletivas e 40 individuais no Brasil. No exterior, teve 53 exposições coletivas e nove individuais.  A fortuna crítica acumulada conta com 118 textos de avaliação de críticos de arte, historiadores e especialistas brasileiros e estrangeiros.

Os trabalhos dele foram integrados em projetos de decoração e cenário para 25 novelas e alguns especiais da Rede Globo de Televisão. O artista já mostrou o trabalho dele em cidades como Barcelona, Berlim, Bilbao, Buenos Aires, Coimbra, Düsseldorf, Lisboa, Los Angeles, Madrid, New York, Paris, Porto, Punta Del Este, San Francisco, Santiago, Washington, Bordeaux, Macau, dentre muitas outras por todos os continentes. Fez parte dos principais Salões Oficiais realizados no Brasil.

Conquistou 39 prêmios de pintura, quatro de fotografia, quatro Salas Especiais. Possui trabalhos em 45 museus brasileiros e estrangeiros, inúmeras referências nacionais e internacionais sobre suas obras em livros, dicionários, revistas e jornais, além de curadoria em vários estados brasileiros, países lusófonos e Espanha.

Prêmio. A premiação da ABCA, concedida anualmente em 10 categorias, é uma das mais importantes do Brasil e tem o objetivo de reconhecer a atuação das personalidades ou instituições que se destacam na área. Criada em 1949, no Rio de Janeiro, a ABCA tem 62 anos de atuação e é ligada à Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA).

Os prêmios são atribuídos pelo resultado da votação de cerca de 150 associados, em escala nacional, a partir das indicações que cada um envia para discussão e aprovação em Assembleia Geral da entidade. A votação é feita por cédula rubricada com as indicações aprovadas e a apuração dos resultados é realizada por uma comissão de associados, com a participação da diretoria.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©