Pierre Verger em exposição no Museu Carlos Costa Pinto

sexta-feira, 20 de março de 2015

O olhar de Pierre Verger sobre Salvador em exposição no Museu Carlos Costa Pinto
Mostra comemorativa ao aniversário da cidade tem abertura em 25/03 e traz 62 imagens da paisagem física e humana da capital baiana
 
Um amplo olhar do fotógrafo, etnólogo e babalaô Pierre Verger sobre a cidade que escolheu para morar é apresentado no conjunto de fotos que integram a exposição Salvador – Cidade de Verger. A mostra, composta de 62 imagens, será inaugurada em 25 de março, às 19h, no Museu Carlos Costa Pinto, no âmbito das comemorações de aniversário de 466 anos da capital baiana.

A exposição é uma iniciativa conjunta do Museu Carlos Costa Pinto e da Fundação Pierre Verger, que vão comercializar as fotografias com vista à arrecadação de fundos para as duas instituições. Salvador – Cidade de Verger tem visitação até 30 de maio, e, ao longo deste período, vai oferecer ao público, gratuitamente, uma série de atividades de formação e reflexão.

A mostra está dividida em duas partes. A primeira delas, com 39 imagens, retrata as pessoas inseridas no contexto cultural da cidade. Já a segunda, os espaços públicos e monumentos através de 23 imagens. Integram ainda a exposição, objetos cenográficos referentes à cultura afro-brasileira e ao acervo mobiliário do próprio museu, como duas arcas do século 18. O visitante pode ainda caminhar sobre um mapa de Salvador do século 19.

“Pierre Verger chegou à Bahia no ano de 1946 e a Cidade do Salvador, com cerca de 450 mil habitantes à época, apresentava-se com um cenário de pura magia e encantamento para aquele que viria adotá-la e ser por ela adotado”, contextualiza o arquiteto historiador Francisco Senna, curador da mostra. “Através de suas lentes, Verger captou e registrou o corpo, a alma e o espírito da cidade e sua gente”, diz.

Paisagens

Especialista em conservação e restauração de monumentos e conjuntos históricos e membro da Academia de Letras da Bahia e do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural da Cidade do Salvador, Francisco selecionou imagens que ilustram o fascínio e o olhar singular de Pierre Verger sobre a cidade, já revelado desde o seu primeiro registro de Salvador, feito do quarto do Hotel Chile, onde se hospedou, com vista para a Baía de Todos os Santos.

Das suas janelas, acima dos telhados, Verger via a Igreja da Conceição, Trapiche Adelaide, Escola da Marinha, Mercado Modelo, Porto dos Saveiros, Forte São Marcelo, Bonfim, Montserrat, ao fundo, a Ilha de Itaparica. Uma visão emblemática para o fotógrafo que, a partir desta primeira visita, deixou registros de uma cidade “diversa, única e plural, carregada de agradável energia e estonteante beleza e encantadora paisagem física e humana”, como ressalta Francisco Senna.

Presente

As imagens escolhidas para esta exposição retratam, ao longo dos anos, o dia a dia do povo imerso em seus costumes e tradições, em seus aspectos comportamentais e culturais, vivenciando seus numerosos festejos, sua religiosidade, seus atos cívicos, manifestando suas expressões. E também, mostram recantos da cidade, como ruas, becos, ladeiras e monumentos.

“Reafirmamos nesta mostra a encantadora paisagem física e humana que ficou congelada nas lentes de Verger, que iria morrer em Salvador, cinquenta anos depois da sua chegada. Ele viveu Salvador intensamente e mergulhou de corpo e alma, numa simbiose comportamental. Por isso, esta exposição é um presente para a cidade, para nós, habitantes deste patrimônio cultural”, diz o curador.

 Serviço Exposição Salvador – Cidade de Verger Local: Museu Carlos Costa Pinto
Avenida Sete de Setembro, 2490 – Corredor da Vitória Telefone: (71) 3336.6081
Abertura: 25 de março de 2015, às 19h
Visitação: De 26 de março a 30 de maio de 2015. De segunda a sexta (exceto terça) das 14h30 às 19h e sábado das 14h30 às 18h Entrada franca

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©