Zumbido no ouvido – Salvador terá orientação gratuita

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Zumbido no ouvido – Salvador terá orientação gratuita ao distúrbio que atinge 30 milhões de brasileiros


11 de novembro é o Dia Nacional de Conscientização do Zumbido. Orientação à população acontecerá neste mês, aos domingos, no calçadão da Praia da Barra

Durante os domingos do mês de novembro a população de Salvador receberá gratuitamente orientações sobre o zumbido no ouvido, um distúrbio que afeta 30 milhões de brasileiros. Nos dias 09, 16, 23 e 30, uma equipe multidisciplinar, coordenada pela médica otorrinolaringologista, Clarice Saba, estará no calçadão da Praia da Barra, das 9h às 13h, para tirar as dúvidas da população e distribuir panfletos. As atividades integram as comemorações do Dia Nacional de Conscientização do Zumbido, em 11 de novembro, e a campanha nacional conhecida como Novembro Laranja, que é realizada em várias cidades do país e faz a orientação sobre o sintoma.

Também como parte da agenda de atividades do Dia Nacional de Conscientização do Zumbido acontece, em 11 de novembro, a última reunião do Encontro Mensal de Apoio a Pacientes com Hiperacusia e Zumbido (EMPAHZ). Hiperacusia é a sensibilidade aos sons. Com entrada franca, o grupo se encontra há dois anos. O evento ocorre a partir das 19h30, no auditório do Centro Médico do Hospital Aliança, no 8º andar.

Dados da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia mostram que cerca de 30 milhões de brasileiros e 17% da população mundial sofrem de zumbido. Não existem dados tabulados sobre a incidência no Estado da Bahia. Segundo especialistas, a disfunção pode comprometer a qualidade de vida do paciente, levando-o a alteração do humor, irritabilidade e depressão. Conceituada pela comunidade científica internacional, a médica baiana Clarice Saba, afirma que a desinformação é um dos principais obstáculos na prevenção e controle do problema. “É muito comum encontrarmos pessoas que sofrem há anos com o sintoma, mas que nunca procuraram ajuda por acreditar que não exista tratamento. Em cerca de 80% dos casos o problema pode ser controlado e, em algumas hipóteses, até curado”, afirma a médica. Saba relata ainda que em circunstâncias graves, sem tratamento, o zumbido já levou pacientes ao suicídio.

Zumbido

O zumbido é um distúrbio das funções auditivas que consiste em perceber sons que não são gerados por uma fonte sonora física. Trata-se de um barulho no ouvido que persegue o paciente 24h por dia. Em consequência de uma perda na audição há o aumento dos impulsos elétricos que a via auditiva envia ao córtex cerebral, gerando os sons, que normalmente se assemelham ao chiado, apito, cigarra ou outros sons. As causas do sintoma são variadas: exposição ao som alto por muito tempo, perda auditiva parcial ou total, questões anatômicas referentes à face, pescoço ou oclusão dentária, alterações nos níveis de triglicérides e colesterol, nos hormônios da tireoide, pré-diabetes, entra outras. Aproximadamente 35% dos indivíduos na terceira idade são acometidos pelo zumbido, mas a disfunção pode aparecer em qualquer idade.

Projeto Anti-Zumbido – PAZ

O PAZ é o primeiro ambulatório de zumbido gratuito de Salvador. Idealizado e coordenado pela otorrinolaringologista, Clarice Saba, o projeto funciona no Ambulatório Docente-Assistencial da Escola Bahiana de Medicina (ADAB), na Av. Don João VI, n° 275, Brotas. O PAZ atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©