Ilê Aiyê traz Ellen Oléria para Semana da Mãe Preta

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

De 23 a 27 de setembro, o Ilê Aiyê promove a Semana da Mãe Preta, festividade anual que homenageia a mulher negra. A programação envolve palestras, atividades educativas, oficinas, mostras culturais e exibição de filmes na Senzala do Barro Preto, envolvendo os alunos da Escola Mãe Hilda e da Band´erê.  Um dos momentos mais esperados é o show de encerramento, que dá início à temporada de ensaios do bloco afro, dia 27, às 22h.

A atração convidada para a festa de encerramento é a brasiliense Ellen Oléria, que divide o canto da noite com a baiana Rebeca Tarique e com a anfitriã Band´aiyê. Ellen traz para o palco o show do CD que leva o seu nome, lançado após sua festejada e merecida vitória no programa The Voice Brasil.
O convite para Ellen participar da Semana da Mãe Preta coincide com o lançamento do clipe da canção Córrego Rico, faixa de sua autoria que fala do feminino na ancestralidade, citando nomes de mulheres como Tia Preta e Antônia, revelando que a comemoração do Ilê Aiyê dialoga com os temas que inspiram a cantora e compositora.

"O Ilê é uma grande organização que agrega valores como identidade, respeito e pertencimento, significa uma revolução que fez o Brasil aprender mais sobre a Bahia de uma maneira muito bonita e poderosa. Para mim, que faço do palco uma oportunidade de fazer minha pequena revolução cotidiana através da minha voz e da minha música, cantar junto com o Ilê é uma grande celebração. Para o dia 27, a minha proposta é de fazer um mergulho ancestral para homenagear as mulheres guerreiras que trouxeram a vida até a nossa geração. E esse também é o tema da canção Córrego Rico, que fala da passagem do tempo, da sobrevivência e de mulheres que jorram vida pelos poros. Me inspirei em minha avó paterna, que resistiu à fome, e me faz ver que, apesar de tanto sofrimento, temos muito a celebrar"
Entre outras composições próprias, também estarão no repertório de Ellen, na noite do dia 27, sucessos como “Anunciação” de Alceu Valença, “Maria, Maria” de Milton Nascimento e Fernando Brant, “Nuvem Passageira” de Hermes de Aquino e “Zumbi” e “Taj Mahal” de Jorge Ben Jor.
A Semana da Mãe Preta acontece desde 1978, quando foi criada para homenagear Mãe Hilda, sacerdotisa do candomblé e, por muitos anos, dirigente espiritual do Ilê Aiyê. Ao longo dos anos, o evento expandiu seu significado e hoje faz uma grande uma homenagem à mulher negra, em busca da sua valorização como sujeito importante na construção da sociedade brasileira.

|Serviço|SEMANA DA MÃE PRETA De 22 a 27 de setembro 
Festa de encerramento: Atrações: Ellen Oléria, Rebeca Tarique e Band´aiyê Data: 27/09 (sábado) Horário: 22h
Ingressos: R$ 20 (pista) e R$ 40 (camarote) Local: Senzala do Barro Preto (Curuzu)

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©