AGENDA AGOSTO/SETEMBRO

sábado, 14 de agosto de 2010

Margareth Menezes 5 - foto por Estúdio Gato LoucoMargareth Menezes no DVD Mãe das Águas


A cantora Margareth Menezes é uma das artistas convidadas pela Fundação Cultural Palmares para o show/DVD Mãe das Águas (ou Yeyê Omó Ejá, em iorubá), em 20 de agosto, no Teatro Nacional (Brasília). O projeto vai reunir sete cantoras para homenagear e representar as sete variações da orixá das águas salgadas. Margareth faz dueto com Mart´Nália em Rainha do Mar (Dorival Caymmi) e canta sozinha Na Beira do Mar (Mateus, Dadinho e Carlinhos Brown). No final da apresentação, se junta a Paula Lima, Luciana Melo, Daúde, Mart´Nália, Alaíde Costa e Rosa Marya Colyn nas canções Lenda das Sereias (Vicente, Dionel e Veloso) e Dois de Fevereiro (Dorival Caymmi). “Me sinto muito honrada em participar de um projeto lindo como esse, que valoriza a cultura afro brasileira”, conta a cantora.
No dia 21 de agosto (sábado) Margareth Menezes vai fazer show no Clube de Golfe do Hotel Resort Iberostar Praia do Forte (Bahia), no encerramento da Convenção 2010 dos executivos classe ouro da seguradora Tókio Marine. A cantora sairá direito de Brasília (DF) - onde participa, no dia anterior, do show/DVD Mãe das Águas, a ser gravado no Troféu Palmares 2010 - para o evento, que é exclusivo para os 200 funcionários da empresa que se enquadram na categoria.


40 ANOS DE ARTE


O artista plástico Leonel Rocha Mattos, convida para a exposição 40 anos de arte, dia 20 de agosto, sexta-feira, às 19,00 h, ocasião em que inaugura seu novo atelier, na Rua guedes Cabral 155 - próximo a Igreja de Santana, Rio Vermelho - BA.



Livros da Bahia na Bienal de São Paulo
Literatura produzida na Bahia estará presente na Bienal que acontece entre 12 e 22 de agosto na cidade de São Paulo. O stand baiano contará com lançamento de livros e sarau literário além de 500 títulos de autores baianos à venda.Uma iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado – SecultBA, através da Fundação Pedro Calmon - FPC, e da Câmara Bahiana do Livro garantirá mais uma participação do Estado em um evento literário de alcance nacional. Desta vez, a literatura produzida na Bahia estará presente na XXI Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que acontecerá no Pavilhão de Exposições do Anhembi, entre os dias 12 e 22 de agosto. Os números do evento impressionam: serão 350 expositores, ocupando um espaço de 60 mil metros quadrados, que receberá um público estimado em 700 mil pessoas. A Bienal do Livro de São Paulo é realizada pela CBL (Câmara Brasileira do Livro) e organizada pela Reed Exhibitions Alcântara Machado.
Para representar as letras da Bahia, a Câmara Bahiana do Livro selecionou cerca de 500 títulos, entre romances, cordéis, contos e poesia. “Estamos levando o melhor da produção editorial da Bahia”, afirma Aurélio Schommer, presidente da Câmara. Entre os temas, estão livros de arte, patrimônio, religião, cultura afro-brasileira, literatura, poesia, entre outros.
Programação - Entre as atividades programadas no stand baiano está o lançamento do livro Obaràyí (Barabô Design Gráfico e Editora / Salvador), da jornalista Agnes Mariano. O lançamento será dia 15 de agosto, às 18h, com performance artística e leitura de mitos e contos da mitologia africana. O livro revela a história do líder religioso Balbino Daniel de Paula, do Terreiro Ilê Axé Opô Aganju, em Lauro de Freitas, Bahia, com belas fotos e histórias da religiosidade afro-brasileira.
No dia 21 de agosto, às 16h, o stand da Bahia receberá os três mais importantes ativistas pela literatura da periferia, no Brasil. Um sarau reunirá Nelson Maca, do Coletivo Blacktude – Bahia, Sergio Vaz, da Cooperifa – SP e o rapper Gog, de Brasília - DF. Os três mostrarão as ações que realizam em seus Estados para a difusão da leitura e estímulo à produção literária por jovens da periferia.
Bibliodiversidade - Para o presidente da Câmara Bahiana do Livro, Aurélio Schommer, a participação da Bahia na Bienal do Livro de São Paulo é uma oportunidade de valorização de quem faz e distribui o livro, enquanto negócio, “gente sem a qual a literatura não chega ao leitor", ressalta Schommer.
“O mais importante é que a Bahia vai institucionalizada e integra um engajamento político em defesa da produção regional, junto com várias organizações que têm compromisso com a bibliodiversidade, com a relação do livro com as novas mídias e a tecnologia, em favor do leitor”, destaca. As organizações citadas por Schommer em defesa da bibliodiversidade e que estarão juntas com a Bahia, na Bienal de São Paulo são: a União Brasileira dos Escritores, a Associação Brasileira de Difusão do Livro - ABDL, a Agência Nacional de Livrarias - ANL, o Sindicato dos Livreiros do Ceará, a Câmara Rio Grandense do Livro (RS), entre outras.
Cadeia Produtiva do Livro - Para o secretário de Cultura do Estado, Márcio Meirelles, a participação da Bahia no evento literário de São Paulo é uma oportunidade de fortalecer a cadeia produtiva do Livro. “O Estado tem esse papel de articulador. Na medida em que promovemos o setor livreiro da Bahia em outros Estados, nós aumentamos nossa capacidade de articulação e construção de políticas públicas. Queremos fortalecer o setor e buscamos sustentabilidade, sem ela, não há possibilidade de termos um parque editorial na Bahia e nem mais leitores”, explica Meirelles.
A parceria entre a Câmara Bahiana do Livro e a SecultBA, através da Fundação Pedro Calmon, já garantiu uma expressiva visibilidade para a literatura produzida na Bahia em outros eventos literários nacionais como a Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em 2009, e a Bienal do Livro de Minas, em 2010.
Serviço
O Quê: XXI Bienal Internacional do Livro de São Paulo
Quando: entre 12 e 22 de Agosto (dias 12 a 21, das 10h às 22h e dia 22 de agosto das 10h às 20h).
Onde: Pavilhão de Exposições do Anhembi – SP
Lançamentos baianos no stand da Bahia:
Dia 15/08, às 18,00 h - Lançamento do livro Obaràyí, de Agnes Mariano.
Dia 21/08, às 16,00 h - Sarau Literatura da Periferia, com Nelson Maca, Sergio Vaz e Gog
Mais informações: Câmara Bahiana do Livro (71) 3117-6081 / 9192-8073
Mais lançamentos baianos na Bienal:
»»Margarida Bem-me-quer e Saíra Sete Cores »» Dia 13/08 - No dia 13 de Agosto será lançado na Bienal Internacional do Livro de São Paulo a edição baiana do livro "Portugueses na Bahia na Segunda Metade do Século XIX - Emigração e Comércio", de Tânia Risério d' Almeida Gandon, obra publicada pela primeira vez em Lisboa, em 1885. Trata-se de uma iniciativa do Presidente da Associação Comercial da Bahia, Eduardo Morais de Castro, logo acolhida pelo Prof. Lourisvaldo Valentim da Silva, Reitor da Universidade do Estado da Bahia, cuja editora assegurou a publicação.
Um dos novos autores, lançados pela Solisluna Editora, na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que acontece até o dia 22 deste mês, é a psicopedagoga Débora Knittel, com os livros Margarida Bem-me-quer, ilustrado por Enéas Guerra, e Saíra Sete Cores, com ilustração de Naara Nascimento. Os livros contam com sensibilidade, delicadeza e muita beleza histórias de amor pela natureza e pelo universo infantil.
O livro Margarida Bem-me-quer é um texto poético, em forma de versos, e conta o despertar e o transcorrer do dia de uma margarida em seu jardim. Ela desabrocha, olha em volta e percebe a beleza do lugar, em detalhes, e fica fascinada com esse mundo de cores, formas, cheiros, sons e movimentos, como o da chegada das abelhinhas para extrair o néctar das flores.
Em Saíra Sete Cores, Débora Knittel conta a história de um passarinho, uma espécie em extinção da Mata Atlântica, que nasce, cresce, encontra um amor e tem seus próprios filhotes - símbolos de esperança na continuidade da espécie. É uma obra para encantar crianças apaixonadas pela natureza.
Para Débora Knittel, "contemplar a natureza é descobrir encantos e as possibilidades de cada momento". A escritora recebeu os leitores e autografou seus livros nos dias 14, 15, 17 e 18 de agosto. E sobre a sua presença no evento, ela revela que está muito feliz, mas a sua maior satisfação será quando os livros, com sua mensagem, despertarem sentimentos de amor e esperança nas crianças. O lançamento em Salvador será em breve.
Débora Knittel - Nasceu em Santos (SP), em 1969. Mudou-se para Salvador aos sete anos com sua família, onde reside com seu marido e dois filhos. A escritora é formada em Pedagogia e especializada em Psicopedagogia. Acesse o http://www.deboraknittel.com.br/.
»» Dia 20/08 - Fonoaudióloga Valéria Leal lança “GUIG” Dicionário da Música. Para quem não sabe e nem conhece o musiquês, linguagem própria da Bahia, a Valéria Leal, fonoaudióloga e personal vocal de grandes artistas do axé music, como Carlinhos Brown e Margareth Menezes, vai mostrar o vocabulário de músicos e cantores que ninguém nunca conseguiu entender. . O livro é um dicionário de termos, gírias e expressões musicais que vai fazer uma viagem no "musiquês” e revelar a explícita paixão da autora pela linguagem. A divertida publicação vai contar um pouco mais sobre as gírias do mundo da música na Bahia, fazendo uma espécie de “inclusão musical” para as pessoas que se interessam em compreender o universo da música popular. Na contracapa do livro, depoimentos de Margareth Menezes, Luciano Silva, Tonho Matéria e Luiz Cláudio Ramos.
»» Dia 21/08 no Stand da Giz Editorial - Lucymar Soares, pseudônimo Cymar Gaivota, participa com os trabalhos "Dar-te-ei" e "Nada te darei", que fazem parte da "Antologia do Amor", organizada pelo jornalista Valdeck Almeida de Jesus. A antologia reúne o melhor de 23 poetas do mundo todo. Outra escritora e poetisa de peso, que também participa desta antologia, é Sandra Stábile, presidente do Projeto de Literatura Alma Brasileira - PAABRA.
Feira de Santana realiza 3ª Feira de Livros
A Fundação Pedro Calmon participará do evento com o Seminário Novas Letras, a Biblioteca Móvel, além de um estande com livros de autores baianos.
O município de Feira de Santana promoverá entre os 18 e 22 de agosto (quarta a domingo), a 3º Feira do Livro – Festival Literário e Cultural, com o objetivo de mobilizar a sociedade feirense e as cidades da região para a importância da leitura como meio de transformação social. A programação contará com palestras interativas, apresentações culturais, recitais poéticos, contação de história, lançamento de livros e apresentações teatrais. A Feira é aberta ao público na próxima quarta-feira, às 15h, na Praça do Fórum e terá entrada franca. Programação completa: http://www2.uefs.br/feiradolivro
A Fundação Pedro Calmon - FPC/Secult participará do evento, através do Núcleo do Livro, Leitura e Literatura (NLLL), que levará para a Feira no dia 21 (sábado), das 14h às 17h30, o Seminário Novas Letras – Conversa com o escritor: autores premiados, com a participação dos escritores Mayrant Gallo (mediador), Kátia Borges, Lília Gramacho e Márcio Matos. Em seguida, acontecerá a sessão de autógrafos dos livros: Nem mesmo os passarinhos tristes, de Mayrant Gallo; Ticket Zen, de Kátia Borges; O filho do meio, de Lília Gramacho; A suave anomalia, de Márcio Matos. Haverá também os lançamentos da edição fac-similar de Jana e Joel, de Xavier Marques e da edição fac-similar do livro A Bahia e os seus governadores na República, de Antonio Ferrão Moniz de Aragão. O NLLL disponibilizará, durante a Feira, um estande com as publicações destes e outros escritores baianos para venda.
No Seminário, os autores instigados pelo mediador, falarão de suas carreiras, seus livros, suas escolhas literárias, literatura baiana, literatura brasileira etc., lerão trechos de seus livros e responderão às perguntas da platéia. Ao fim, autografarão os livros para os leitores interessados. Segundo a diretora do Núcleo Lúcia Carneiro a proposta da FPC é mobilizar escritores, professores, estudantes e interessados, oferecendo uma programação de valorização do livro e da literatura através de um seminário com autores baianos premiados. "Planejamos uma programação que o público se integrará à 3ª Feira do Livro de Feira de Santana e dessa forma construimos também uma oportunidade de circulação das publicações da Secult/FPC a um público mais amplo", destacou Carneiro.
A Feira do Livro é fruto de parceria entre a Uefs, Arquidiocese de Feira de Santana, Prefeitura Municipal, Governo do Estado através da Diretoria Regional de Educação (Direc 2), Sesc, Sesi e Sest/Senat. Como nos anos anteriores, é esperada a participação de mais de 3 mil visitantes, dentre estudantes, professores e escritores.
LUISLINDA VALOIS É INDICADA AO TROFÉU PALMARES 2010
As votações são feitas pela internet e a entrega do prêmio será dia 20 de agosto
A magistrada baiana Luislinda Valois é indicada, pela primeira vez, ao Troféu Palmares. Considerada “Ruy Barbosa de saia”, ela concorre na categoria Campo Social por ser um exemplo de resistência e superação. No currículo, Luislinda assina diversos projetos sociais como os Balcões de Justiça e Cidadania, Justiça Itinerante, Fome Zero no judiciário baiano e Leia. É bom. A juíza é também autora do livro O Negro no Século XXI, obra que reconta a história dos afrodescendentes no Brasil com o discernimento de quem conhece profundamente suas origens.
Esta é a terceira edição da premiação, criada para homenagear personalidades da sociedade brasileira que contribuem para o exercício do respeito à diversidade e à cidadania, com especial atenção à causa afro-brasileira. O diferencial deste ano é que somente mulheres estão concorrendo ao prêmio, que será entregue durante as comemorações do 22º aniversário da Fundação Cultural Palmares, no dia 20 de agosto, no Teatro Nacional de Brasília. A votação, aberta ao público, vai até o dia 15 e é feita pela internet através do site http://culturanegra.palmares.gov.br/enquete/.
O encerramento da premiação será ao som do show Mães D´ Água, protagonizado por sete cantoras negras do Brasil: Alaíde Costa, Daúde, Luciana Mello, Margareth Menezes, Mart´nália, Paula Lima e Rosa Maria, que sobem ao palco acompanhadas por uma banda-base e uma superorquestra de 45 músicos

Carta ao Presidente na Bienal do Livro de São Paulo
Escritores baianos levam para o maior evento literário do país, livro direcionado aos políticos do Brasil
Em ano de eleições, nada melhor do escrever para os políticos mostrando quais as reais necessidades e desejos dos eleitores. Pensando nisso, o jornalista Carlos Souza organizou o Livro Carta ao Presidente – O que deseja o brasileiro no século XXI, que será lançando no dia 21 de agosto, a partir das 16h30, na 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que acontece entre os dias 12 a 22 de agosto, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, no horário das 10h às 22h (Av. Olavo Fontoura, 1.209 - Santana - São Paulo – SP).
O livro sairá pela Scortecci Editora – São Paulo e, tem a apresentação do professor Germano Machado. A obra é composta por 22 escritores, entre eles nomes como Ildásio Tavares, Antonio Barreto, Valdeck Almeida de Jesus, Roberto Leal, Tássio Revelat, Luiz Carlos Santos Lopes, Leandro de Assis, Leandro Flores, Marilene Oliveira, Domingos Ailton, Caetano Barata, Altair Fonseca Ramos, entre outros. Em setembro o livro será lançando em Salvador, com data e local ainda a ser confirmado, quando na oportunidade estará presente a maioria dos autores, que falarão sobre seus textos políticos.
Carta ao Presidente destina-se a todos os governantes do povo. “Presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados, vereadores, enfim, a todo o poder constituído dessa nação. Mas não para por ai. Além do objetivo citado acima, tem o de provocar o interesse do povo para as questões políticas de seu país”, informa Carlos Souza, o organizador.Na apresentação o prof. Germano Machado fala que a principal mensagem do livro é a multiplicidade de opinião sobre o atual Presidente da República sem nenhuma pretensiosidade, sem nenhum embate político partidário. “A importância do Livro Carta ao Presidente é a singularidade de escritores iniciais, e outros mais avançados quererem levantar uma visão sobre o atual Presidente do Brasil. E, daí a importância desse texto que não é pretensioso, em ouvindo vários escritores já apresentar uma visão de julgamento, que não é condenatória nem partidária”.
Para a escritora Morgana Gazel que assina o texto da contra capa, “quando brasileiros exercitam a cidadania num livro como Carta ao Presidente, apontando contradições que eles observam ou sentem na própria pele e para as quais reclamam solução, a leitura deste livro faz-se tão necessária e oportuna que, ouso afirmar, deve ser considerada imprescindível nas escolas do Brasil”.
Informações: 71 8122-7231
E-mail: carlossouzamkt@hotmail.com
http://www.carlossouza.zip.net/
http://www.bienaldolivrosp.com.br/A-Bienal-do-Livro/Pre-Lancamento-de-Livros/
Mais Bienal...


Também acontece o lançamento, no dia 21 de agosto próximo, às 14:00 horas, na 21ª. Bienal de São Paulo, do livro de poemas ECOS DO PASSADO da professora e escritora baiana Fátima Trinchão, natural do município de Euclides da Cunha - Ba., e radicada em Salvador. Já tendo participado de várias coletâneas de poemas e contos através das Editoras Contemp, Cepa, Ómnira e Cadernos Negros (SP),além de publicações nos jornais locais, e no seu site de literatura, desponta agora, com o livro solo que será lançado através do sêlo da Editora Novos Autores, SP,com apresentação da Professora Deborah Kelman e Capa do artista Magno Neto. Os temas de sua poesia vão desde a religiosidade,passando pela ancestralidade, as dú vidas e incertezas do ser humano,e sua arte de viver, que desembocam na alegria das boas rodas de samba e no batuque cadenciado dos atabaques".
COLISEU FORRÓ EM FIM DE SEMANA
Sexta-feira (20 de agosto)
Festa: Leo Macedo Convida
Atrações: Leo Macedo convida Noberto Curvello (vocalista da banda Cangaia de Jegue), Verlando Gomes (vocalista da banda Flor Serena) e Sidney Pereira (vocalista da banda Forró Sobe Poeira).
Sinopse: O cantor e instrumentista Leo Macedo começou sua carreira formando a banda Colher de Pau. Tudo começou com uma brincadeira entre primos e amigos e que virou história. No inicio, tocava pagode, sambão, depois axé e forró no período do São João. Nessa mistura de estilos, ganhou destaque com o forró. Com participação no São João de Amargosa, a banda assumiu sua identidade. Porém, ainda assim, mesclava o forró com o country, sertanejo e música brega. Tempos depois, saiu da banda e formou a Estakazero em 2001. Genuinamente baiana, a banda resgata a essência do forró tradicional, contribuindo para a diversidade musical/cultural do nosso estado. Suas músicas mesclam vários ritmos, como baião, xote, reggae, arrasta pé e galope. Mescla o moderno e inovador com as raízes tradicionais, num estilo musical que ultrapassou as fronteiras regionais e conquistou todo o país.
Horário: a partir das 22 horas
Local: Coliseu do Forró (Av. Otávio Mangabeira, nº 340, Praia de Patamares)
Ingressos: R$ 20,00
Vendas: no local
Informações: 3272-6100 (Coliseu do Forró)
> Sábado (21 de agosto)
Atrações: Filomena Bagaceira com participação da dupla sertaneja Kiko Sali e Jeanne Lima e Tenison Del Rey. Show de abertura, com o grupo sertanejo baiano, Banda 7 Belo - estréia nesta sexta.
Sinopse: Com nove anos de estrada, a banda Filomena Bagaceira mistura o forró moderno com o tradicional. Com o conceito de show de forró, o grupo traduz no nome um espírito inovador. Filomena porque é regional, é menina faceira do interior. Bagaceira porque é jovem e descontraída, com a atitude extrovertida. A dupla Kiko Salli e Jeanne Lima, apresenta um novo estilo de música sertaneja. Denominada de “sertanejo universitário”, traz no repertório canções inéditas de grandes compositores e releituras de sucessos de artistas nacionais e internacionais. O cantor e compositor Tenison Del Rey interpreta no show músicas do CD “Tenison Del Rey - O Poeta do Forró”. É também autor de sucessos gravados por Elba Ramalho, Daniela Mercury, Chiclete com Banana, Olodum, entre outros.
Horário: a partir das 22 horasLocal: Coliseu do Forró (Av. Otávio Mangabeira, nº 340, Praia de Patamares)Ingressos: R$ 15,00
Vendas: no local
Informações: 3272-6100 (Coliseu do Forró)
MOSTRA DE PROFISSÕES E EMPREGABILIDADE NO SALVADOR SHOPPING

Vestibulandos e interessados podem tirar dúvidas e se informar sobre profissões e oportunidades de carreira, a partir deste sábado, em stand montado no Salvador Shopping, Piso L1. A iniciativa faz parte da Mostra de Profissões e Empregabilidade, realizada por professores e estudantes do Centro Universitário Estácio – FIB, que acontece até dia 21 de agosto.
O objetivo do evento é aproximar a instituição da comunidade, oferecendo serviços e atendimentos gratuitos. Apresentação sobre as profissões, desafios, habilidades e características exigidas do profissional, podem ser conferidas na Mostra. Além disso, vai oferecer para o público, orientação sobre assuntos relacionados à empregabilidade, de como preparar currículo, dicas para inserção no mercado de trabalho.
Rio Vermelho no Festival de Inverno
O Festival de Inverno da Bahia, que acontece em Vitória da Conquista, entre os dias 20 a 22 de agosto, e a banda Rio Vermelho promete ser uma das grandes atrações da Tenda Alternativa do evento. Formada por Peu (voz), Diogo e Raoni (guitarras), Heldinho (baixo) e Nelson (bateria), a Rio Vermelho faz show no sábado (21), mesmo dia em que grandes nomes do pop rock nacional, como Titãs e Capital Inicial, ocupam o palco principal.
Além de mostrar para o público canções autorais, o Rio Vermelho deve animar a agenda do Festival com clássicos do pop rock nacional e releituras de canções de sucessos de Carlinhos Brown, Marisa Monte, Nando Reis e outros nomes da MPB. Mas a animação não pára por aí já que, como bons baianos, os meninos também garantem músicas de Ivete Sangalo, Asa de Águia, Banda Eva, entre outros ídolos do axé, no seu repertório.
Por conta do show em Conquista, excepcionalmente neste sábado, a banda não toca no bar Garota Carioca, em Salvador, retomando sua apresentação no local no sábado seguinte, 28/08.
Serviço:
Show da Banda Rio Vermelho
Festival de Inverno da Bahia – Vitória da Conquista
Sábado – 21/ 08
Mais informações: http://www.festivaldeinvernobahia.com.br/
http://www.riovermelhonaweb.com/
Uneb oferece curso gratuito de teatro

O professor e diretor teatral, João Batista Lima, ministra curso gratuito de teatro na Universidade Estadual da Bahia (Uneb), a partir do dia 23 de agosto. As aulas serão realizadas às terças e quartas das 20 às 22 horas, na Sala de Artes do Departamento de Educação - Campus I – Cabula. Graduado em Direção Teatral pela Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia em 1997, João traz no currículo várias oficinas e cursos, participação como ator em diversos espetáculos e vencedor do Prêmio Brasken de Teatro no ano de 2003 com a ‘História de uma Cixola’ – indicação para melhor espetáculo infanto juvenil. Em 2004 com ‘Quem Conto Canta Encanta Cordel’ - melhor espetáculo infanto-juvenil. Já em 2005 – ‘Rádio Biruta FM’ - melhor espetáculo infanto- juvenil, além de ‘O Sapato do Meu Tio’ - melhor espetáculo adulto e melhor direção e ‘O Nariz do Poeta’ - melhor espetáculo adulto pelo júri popular.
Serviços:
O que: Curso de Teatro na Uneb
Quando: a partir do dia 23 de agosto (segunda-feira)
Horário: terças e quartas das 20 às 22 horas
Onde: Sala de Artes do Departamento de Educação - Campus I – UNEB - Cabula
Inscrição: gratuita
ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DA UFBA LANÇA NOVO CURSOS
GESTÃO ESPORTIVA
A capacitação será ministrada pelo diretor de marketing do Vitória, a partir de 23 de agosto
O mercado esportivo é um dos mais promissores da economia local e mundial, pois gera, entre negócios diretos e indiretos, mais de R$ 31 bilhões por ano no Brasil, entre patrocínios, licenciamentos, comercialização dos direitos de TV, transação de jogadores e realização de eventos. Com o objetivo de oferecer um conhecimento abrangente sobre a gestão de projetos esportivos e todos os seus elementos, o Núcleo de Extensão em Administração (NEA) da Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia (EAUFBA), anuncia seu novo curso de extensão, Gestão Esportiva. A intenção do curso é promover um intercâmbio entre profissionais do mercado e novos interessados em participar deste segmento.
De acordo com o professor do curso, Ricardo Azevedo, o Brasil está entre os cinco maiores mercados esportivos do mundo e a participação desse segmento representa cerca de 2% do PIB (Produto Interno Bruto). Com a vinda da Copa do Mundo e das Olimpíadas para o país, a tendência é esse PIB dobrar e só poderá aproveitar essa oportunidade quem estiver preparado para as demandas que vão surgir com esses grandes eventos esportivos. “O grande pano de fundo do curso, na verdade, é a Copa do Mundo que é um futuro muito próximo para os brasileiros”, explica.
Gestão Esportiva é destinado a profissionais que desejam uma preparação ou atualização, além de uma qualificação especial, para atuar, com conhecimento técnico e funcional, na área esportiva. O curso visa atender tanto empresas como profissionais que utilizam o esporte como ferramenta estratégica, como também federações e clubes esportivos, assim como todos aqueles que busquem uma melhor preparação para acompanhar o crescimento do setor. “O esporte não é feito só por quem pratica, mas também por quem convive com ele diariamente”, enfatiza Ricardo.
A grade curricular se divide em sete vertentes para otimizar a apreensão do conteúdo pelos alunos: O negócio esportivo: modelo e definições, Marketing Esportivo, Gestão do Evento Esportivo, Finanças no Esporte, Patrocínio Esportivo: Planejamento e Estratégia, Gestão de Carreiras de Atletas, Copa do Mundo e Olimpíadas no Brasil: desafios e oportunidades. “A intenção do curso não é só apresentar teorias sobre a área, mas também proporcionar uma grande execução prática dessas teorias. Realizaremos estudos de casos dos eventos Stock Car e Copa do Mundo da África do Sul, além de visitas às arenas de Salvador (Pituaçu e Barradão)”, conclui o professor.
O curso acontece entre os dias 23 e 28 de agosto, das 19h às 22h, de segunda à sábado, sendo que no sábado será das 8h às 12h. O investimento é de R$400 ou 2x de R$200 (Hiper, Visa e Master). As inscrições podem ser feitas até o dia 19 de agosto.
Ricardo Azevedo é formado em Comunicação Social pelo Centro Universitário da Bahia - FIB e Pós-graduado em Língua Portuguesa e Literatura, Marketing (ESPM). Atualmente é Diretor de Marketing do Esporte Clube Vitória e membro da American Marketing Association.

ADMINISTRAÇÃO LOGÍSTICA
O curso Administração de Operações Logísticas traz um novo conceito para as funções logísticas tanto no âmbito privado quanto na construção de políticas públicas.
Passar uma visão sistêmica que possibilite a compreensão do papel das operações logísticas e da gestão da cadeia de suprimentos para as organizações contemporâneas é o principal objetivo do novo curso Administração de Operações Logísticas do Núcleo de Extensão em Administração (NEA) da Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia (EAUFBA). A área logística nas organizações é a responsável pelo provimento de recursos, equipamentos e informações, pela articulação entre os diversos atores envolvidos na produção de bens e serviços e pela garantia no atendimento das necessidades dos consumidores.
As funções logísticas vão muito além do mero transporte de mercadorias, envolvendo uma série de atividades críticas à competitividade das organizações. Assim, a contribuição das operações logísticas e o reconhecimento de seu papel para a obtenção de vantagens competitivas são fatores que se encontram na ordem do dia, tanto de gestores de empresas privadas quanto de formuladores de políticas públicas ligadas à infra-estrutura.
Para atender as expectativas dos alunos e passar todo o conteúdo de forma didática e construtiva, o programa do curso apresenta matérias como O que é Logística?, Gargalos Logísticos no Brasil, Fatores Chave da Logística, e Estratégias em Cadeias de Suprimento. O professor do curso é Sandro Cabral, pós-doutor em Administração e Doutor em Administração pela UFBA (em colaboração com a Universidade de Sorbonne em Paris), mestre em Administração pela UFBA, professor da Escola de Administração da UFBA e coordenador dos Cursos de Mestrado e Doutorado em Administração da UFBA. Sua área de atuação é a estratégia e desempenho em serviços públicos de segurança e infra-estrutura e fronteiras das organizações públicas e privadas.
O curso será ministrado entre os dias 27 e 30 de agosto, das 18h às 22h na Escola de Administração da UFBA. O investimento é de R$ 320 ou 2x de R$ 160 e a carga é de 16h.
SERVIÇO:
O quê: Administração de Operações Logísticas.
Onde: Núcleo de Extensão em Administração (NEA) da Escola de Administração da Ufba - Av. Reitor Miguel Calmon, s/n, Vale do Canela.
Quando: De 27 a 30 de agosto.Horário: 18h às 22h
Valor do Investimento: R$ 320 (Parcelado em até 2x nos cartões Master e Hiper e no cheque)
Inscrições: Até dia 22 de agosto.
Maiores informações: (71) 3283-7333 e 3283-7334 ou nea@ufba.br.
Uneb realiza cursos gratuitos
Estão abertas as inscrições para os cursos de dança e teatro da Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Os cursos são gratuitos e começam no dia 23 de agosto. O de dança para adultos será ministrado pelo professor Leonardo Luz, nas terças e quintas, das 18h às 19h e das 19h às 20h, na Sala de Artes do Departamento de Educação - Campus I – UNEB. Já o de dança para crianças com o professor Edney Advíncula vai ocorrer as segundas e quartas, das 17h às 18h e das 18h às 19h, na Associação de Barreiras (inscrição no local). O de teatro com o professor João Lima será às terças e quintas das 20h às 22h - Sala de Artes do Departamento de Educação - Campus I - Uneb.
Serviços:
O que: Cursos na Uneb – Universidade do Estado da Bahia
Quando: a partir do dia 23 de agosto
Cursos: dança adulto e infantil e teatro
Horários: dança para adultos às terças e quintas, das 18h às 19h e das 19h às 20h, na Sala de Artes do Departamento de Educação - Campus I – UNEB. Dança para crianças às segundas e quartas, das 17h às 18h e das 18h às 19h, na Associação de Barreiras (inscrição no local).
Inscrições: gratuitas

Teatro SESI recebe o grupo Chita Fina com a corda toda!
O show faz parte da programação do IV Festival de Música Noites Independentes
Vestidas da riqueza de expressão da cultura popular brasileira, as meninas do grupo Chita Fina sobem aos palcos do teatro SESI para apresentar o show “O samba mandou me chamar”, com direção artística de Fernando Marinho. O show faz parte da programação do IV Festival Noites Independentes, que prossegue em pauta até janeiro/2011 com mais atrações musicais. O grupo Chita Fina apresenta-se na terça-feira de agosto (24), às 20h. Ingressos no local R$ 10 (inteira) e R$5 (meia). Classificação livre.
A proposta é fazer a platéia vibrar com os sons do recôncavo baiano, do samba-rock, do samba de primeira e da MPB, inspirações musicais que caracterizam e identificam o estilo musical do grupo.
O grupo Chita Fina tem como cartão de visita um samba composto por Roque Ferreira, parceiro de Zeca Pagodinho e Dudu Nobre, intitulado também de “Chita Fina”. No repertório do show, samba do recôncavo com canções de Roberto Mendes e Roque Ferreira; samba-rock, com Jorge Bem Jor e Wilson Simonal; samba de primeira, com Noel Rosa e Adoniran Barbosa e da MPB, Chico Buarque e João Bosco ,entre muitos outros grandes compositores.
O grupo é formado por sete meninas, instrumentistas e cantoras, residentes na Bahia: Neila Alcântara, Poliana Coelho, Isabela Rego, Erica Sá, Ingrid Steinhagen, Tacila Almeida e Geovana Franco. Chita Fina integra o catálogo da Hessel Produções, um dos coletivos do Pólo de Música da Bahia (POMBA), rede de relações voltada ao desenvolvimento da música independente do Estado. O Festival Noites Independentes é uma realização da IMA - Independência Musical Associada, POMBA - Pólo de Música da Bahia e RMBa - Rede Música Bahia.
Serviço:
O quê: IV Noites Independentes – Show: “O samba mandou me chamar”
Com quem: Chita Fina
Onde: Teatro SESI - R. Borges dos Reis, 9 - Rio Vermelho
Quando: Dia 24 de agosto, terça-feira.
Horário 20h
Quanto: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).
Realização: IMA ( Independência Musical Associada), POMBA –(Pólo de Música da Bahia) e RMBa (Rede Música Bahia).
Maiores informações: SESI Rio Vermelho - (0xx)71 3535-3020
Estreia na Bahia a primeira temporada de Sebastião, o novo solo de Fábio Vidal
“Com temporadas em São Sebastião do Passé e Salvador, o ator Fábio Vidal apresenta o seu novo solo, uma montagem contemplada pelo Prêmio Myriam Muniz de Teatro com realização da Multi Planejamento”
“Nada cai do céu” ou “quando a esmola é demais o santo desconfia”. Estas duas premissas podem muito bem fazer parte da conclusão dessa estória inusitada. Estreia em São Sebastião do Passé a primeira temporada de “Sebastião”, espetáculo solo encenado pelo ator Fábio Vidal nos dias 27, 28 e 29 deste mês, na Casa de Cultura Maestro Gomes às 20 horas, com ingressos populares a R$ 5 (meia). Depois das apresentações em São Sebastião do Passé, a peça vem a Salvador para a sua segunda e maior temporada que vai de 4 a 26 de setembro no Teatro Sesi-Rio Vermelho, sempre às 20 horas, com ingressos a R$ 10 (meia).
Um fato verídico e inusitado aconteceu quando R$ 5,6 milhões caíram do céu junto com a aeronave que se espatifou nas terras de Maracangalha, distrito de São Sebastião do Passé, e, ao invés de felicidade, trouxe desespero e terror para os moradores locais. A história começa quando um cearense chamado Sebastião se ver envolvido em uma trama de perseguição depois que participa do saque do dinheiro no avião que caiu.
Devoto de Padre Cícero, viciado em jogos e totalmente endividado, Sebastião, por obra do destino acaba pousando em Maracangalha, ao passo que o avião cai carregando o que em princípio iria salvar a sua vida, mas acaba sendo a sua maior desgraça.
O espetáculo Sebastião conta com o texto de Fábio Vidal e tem a orientação e colaboração de Gil Vicente Tavares, o projeto está sendo realizado pela Multi Planejamento, que já produziu os espetáculos “Caso Sério’, de Claudio Simões e Celso Jr, “Felicidade Conjugal”, de Celso Jr e “Os Javalis”, de Gil Vicente Tavares, e foi contemplado com o Prêmio Myriam Muniz de Teatro. A montagem é o quinto trabalho do Território Sirius Teatro.
O processo criativo contou com a realização de atividades de formação do público, a exemplo da Oficina “Contadores e Contamores de História” ministradas tanto em São Sebastião do Passé quanto em Salvador, antes de vir pra Bahia, estas oficinas foram realizadas em Juazeiro do Norte e em Fortaleza - Ceará, em novembro de 2009, ensaios abertos e a produção de um vídeo documentário com o processo criativo de Sebastião. Além disso, a produção mantém o www.sebastiaoemprocesso.blogspot.com, um blog completíssimo que desde o início revela todos os detalhes e o desenvolvimento do processo.
Ainda dentro das atividades de formação de público, Sebastião será encenado para alunos da rede pública , dia 25 e 26, na Casa de Cultura Maestro Gomes, às 15 horas, com entrada franca.
O projeto conta ainda com a participação de Fernanda Paquelet (iluminação), Moacyr Gramacho (cenografia), Emerson Cabral (direção musical), Gabriela Sanddyego (assistente de direção) e Cassius Cardozo (produção de trilha sonora).
Fábio Vidal
Vidal é mestre em teatro pela UFBA e bacharel em interpretação teatral, ator/performer, autor, diretor, professor e produtor, conhecido pelas suas encenações solos como “Erê – Eterno Retorno”, “Velocidade Máxima” e “Seu Bomfim”, além do espetáculo “Casa Número Nada”, com os quais viaja atualmente pelo país apresentando-se em festivais.
Nos últimos tempos, o ator vem flertando também com o cinema, onde encarou o personagem Vado no filme “O Homem que não Dormia”, mais um recente trabalho do cineasta Edgar Navarro que, aliás, gostou muito da ideia e encenação de Sebastião. “Está é uma apresentação bem estruturada”, afirma Navarro durante um ensaio aberto.
Inscrições abertas para o 5º Encontro de Artistas

Biblioteca da Ilha de Itaparica promove intercâmbios de diversas linguagens
A Fundação Pedro Calmon/Secult, através da Biblioteca Juracy Magalhães Júnior, realizará na Ilha de Itaparica, o 5° Encontro de Artistas, no dia 28 de agosto (sábado), às 19h. Artistas plásticos, artesãos, cantores, escritores, músicos, poetas, dançarinos, cineastas, ceramistas, escritores, entre outros, que desejarem participar do encontro deverão fazer a inscrição gratuita até o dia 15 de agosto, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na própria biblioteca (Rua Rui Barbosa, s/n, Itaparica), ou pelo e-mail: bjmjr.itaparica@fpc.ba.gov.br Telefone: 71 3631-1636No encontro acontece a interação entre os artistas de diversas linguagens e a comunidade itaparicana. Além ter um contato direto com os artistas, no dia 28/08, o público ainda poderá visitar uma exposição coletiva de fotografias, artes plásticas, livros e artesanato até o dia 15 de setembro, no horário das 8h às 17h. Os produtos expostos também estarão disponíveis para venda.
Para Dalva Tavares, diretora da biblioteca e idealizadora do encontro, esta será uma excelente oportunidade para artistas de Salvador, Região Metropolitana, Recôncavo entre outras regiões da Bahia, exibirem seu trabalho para o público da Ilha de Itaparica. “O evento é um verdadeiro encontro de negócios, pois os artistas podem mostrar seus trabalhos, comercializar seus produtos e ainda conseguir novos contratos e parcerias. É isso que tem acontecido nos encontros anteriores. Também é uma oportunidade para confraternização, visto que Agosto é o mês das artes”, diz Dalva.
Nas edições passadas uma média de 50 artistas participaram do evento. Este ano, a meta é superar este número, para poder proporcionar tanto aos artistas como para o público uma variedade ainda maior de artes e entretenimento.
SERVIÇO:
O quê: 5º Encontro de Artistas na Ilha de Itaparica
Onde: Biblioteca Juracy Magallhães Jr. (Rua Rui Barbosa, s/n, Itaparica)
Quando: Inscrições até 15/08. Abertura – Dia 28/08, ás 19h. Visitação até 15/ 09
Informações: (71) 3631-1636
Entrada: Grátis
Mais informações: ASCOM Fundação Pedro Calmon: (71) 3116-6918 / 6676
ÚLTIMOS DIAS PARA INSCRIÇÃO NA MOSTRA COMPETITIVA DO VIVO ARTE.MOV 2010
Estão abertas, até o dia 23 de agosto, as inscrições para a Mostra Competitiva do Vivo arte.mov 2010 - Festival Internacional de Arte em Mídias Móveis, que este ano chega pela primeira vez em Salvador. O evento será realizado de 29 de setembro a 2 de outubro de 2010 na capital baiana, no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM). Serão 50 mil reais em prêmios. O regulamento completo, bem como as fichas de inscrições, estão disponíveis na página do Vivo arte.mov (http://www.artemov.net). Em 2010, o festival percorre as cidades de Belém, Salvador, Porto Alegre, Belo Horizonte e São Paulo sob o tema Novas Cartografias Urbanas, atrelando a nova produção artística a debates em torno da mobilidade e suas aplicações.
Serão duas categorias de premiação: Mostra Competitiva Nacional e Mostra Regiões do Brasil. Na Mostra Competitiva Nacional, serão selecionadas, inicialmente, 40 obras que serão avaliadas pelo júri oficial do evento. Os 10 melhores colocados ganham um aparelho celular com recursos audiovisuais e multimídia. Já na Mostra Regiões do Brasil, serão selecionados os 20 melhores trabalhos, que também receberão aparelho celular, sendo um por macro-região do Brasil. Além dos aparelhos, os primeiros colocados também recebem premiação em dinheiro. Os selecionados, em cada uma das categorias, participam da grande final, em Belo Horizonte.
Outra opção para os interessados em participar do Festival é inscrever trabalhos no edital Mídias Locativas Vivo arte.mov 2010 até o dia 31 de agosto. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do site www.vivo.com.br/artemov ou pelo correio. Podem ser inscritos trabalhos individuais ou em grupo de todo o Brasil e os selecionados serão incluídos na seleção da 5ª edição do Vivo Arte.mov nacional que acontecerá entre os dias 18 e 21 de novembro de 2010, em Belo Horizonte - MG. A lista completa com as obras selecionadas será divulgada até 13 de setembro 2010.
Sobre o Vivo arte.mov
O Vivo arte.mov – Festival Internacional de Arte em Mídias Móveis chega à sua quinta edição e se estabelece como uma crescente rede de parcerias e colaborações articuladas em ações espalhadas pelo país. Atento à diversidade do audiovisual e da arte produzida nos dias de hoje, o festival afirma em 2010 sua vocação em priorizar a utilização consciente das mídias móveis na construção de experiências de compartilhamento de conhecimento, acesso à informação, criatividade e arte. Os eventos acontecem neste ano sob o tema “Novas Cartografias Urbanas: Reconfigurações do Espaço Público”, um eixo que se expande em formatos específicos nas quatro macro-regiões, a partir das cidades de São Paulo, Belém, Salvador e Porto Alegre, além de Belo Horizonte - onde o Vivo arte.mov foi criado em 2006. As atividades pretendem estimular um debate crítico sobre mídias locativas, promover a produção audiovisual e artística da área e explorar possibilidades criativas em dispositivos portáteis cada vez mais acessíveis, como aparelhos GPS e telefones celulares.***
S E R V I Ç O
O Quê: Vivo arte.mov
Inscrições: Até 23 de agosto
Quando: De 29 de setembro a 2 de outubro de 2010 em Salvador
Onde: MAM – Av. Contorno, s/nº, Solar do Unhão.Site Oficial: http://www.artemov.net/
Dia Nacional de Combate ao Fumo
Núcleo de Oncologia da Bahia promove ação educativa no Salvador Shopping
Os benefícios para quem para de fumar são incontáveis e vão se acumulando com o passar do tempo. Além do aumento da capacidade pulmonar, o ex-fumante ganha mais energia e disposição para suas tarefas diárias. Ao parar de fumar, a tosse desaparece e o risco de doença do coração, enfisema e vários tipos de câncer vai diminuindo com o tempo, até que o ex-fumante não tenha um risco maior que o de uma pessoa que nunca fumou. Para comemorar o Dia Nacional de Combate ao Fumo (que acontece oficialmente em 29 de agosto), o Núcleo de Oncologia da Bahia vai promover uma tarde educativa para o público, no Salvador Shopping, no próximo dia 26, das 14h30 às 18 horas, no piso G1 da Praça de Serviços. O público poderá obter informação sobre tabagismo e participar de um jogo interativo de perguntas e respostas. Também haverá duas palestras sobre o tema “Respire Oxigênio”, ministradas pela pneumologista Sylvia Machado, para funcionários do Shopping.
A pneumologista Sylvia Machado, da equipe do Núcleo de Prevenção do Núcleo de Oncologia da Bahia, revela: “70% das pessoas que deixam de fumar voltam dentro de um ano porque não mudaram nada no seu estilo de vida frequentemente pouco gratificante e muito estressante e "acostumaram" seu cérebro a compensar isto artificialmente, recebendo uma enxurrada de neurotransmissores liberados pelo cigarro, que levam ao relaxamento. O paciente que para de fumar e continua estressado, trabalhando muito, com a qualidade de vida comprometida, e sem ter desenvolvido habilidades para o auto relaxamento como atividades que também liberem estes neurotransmissores benéficos de forma natural (atividade física, meditação, se ocupar com tarefas prazerosas) acaba recorrendo ao cigarro de novo como uma válvula de escape”. Um leque de opções terapêuticas como tratamento medicamentoso, acupuntura, terapia cognitiva comportamental e terapias de grupo de fumantes podem ser usadas. “A abordagem do paciente deve ser feita da forma como ele se sinta mais à vontade”, explica.
Além dos benefícios físicos, os benefícios psicológicos também são muitos ao se deixar de fumar. O paciente ganha autoestima ao sentir mais confiança em si mesmo. Depois de superar o vício do tabaco, uma pessoa também adquire mais confiança em realizar qualquer tarefa ou superar outros desafios pessoais.
No Brasil, estima-se que cerca de 200 mil mortes por ano são decorrentes do tabagismo. Segundo dados do INCA, o tabagismo é diretamente responsável por 30% das mortes por câncer, 90% das mortes por câncer de pulmão, 25% das mortes por doença coronariana, 85% das mortes por doença pulmonar obstrutiva crônica e 25% das mortes por doença cerebrovascular. Outras doenças que também estão relacionadas ao uso do cigarro são aneurisma, trombose, úlcera do aparelho digestivo, infecções respiratórias e impotência sexual no homem.
Os fumantes adoecem com uma freqüência duas vezes maior que os não fumantes. Têm menor resistência física, menos fôlego e pior desempenho nos esportes e na vida sexual do que os não fumantes. Além disso envelhecem mais rapidamente e apresentam um aspecto físico menos atraente, pois ficam com os dentes amarelados, pele enrugada e impregnada pelo odor do fumo.
O que você ganha parando de fumar
A pessoa que fuma fica dependente da nicotina. Considerada uma droga bastante poderosa, a nicotina atua no cérebro como a cocaína, liberando alguns neurotransmissores dentre eles a dopamina, o mesmo liberado pela cocaína no centro da recompensa do cérebro, aumentando a sensação de satisfação de quem fuma. A nicotina chega ao cérebro em apenas 7 segundos - 2 a 4 segundos mais rápido que a cocaína. É normal que, ao parar de fumar, os primeiros dias sem cigarros sejam os mais difíceis, pois acontece a síndrome da abstinência - o cérebro ressente não ter a quantidade de neurotransmissores que estava acostumado a ter com o uso do cigarro, porém as dificuldades serão menores a cada dia e com o uso de medicação e adesivo esta síndrome é controlada.
As estatísticas revelam que os fumantes comparados aos não fumantes apresentam os seguintes riscos:
• 10 vezes maior de adoecer de câncer de pulmão;
• 5 vezes maior de sofrer infarto;
• 5 vezes maior de sofrer de bronquite crônica e enfisema pulmonar;
• 2 vezes maior de sofrer derrame cerebral.
Se parar de fumar agora...
• Após 20 minutos sua pressão sangüínea e a pulsação voltam ao normal;
• Após 2 horas não tem mais nicotina no seu sangue;
• Após 8 horas o nível de oxigênio no sangue se normaliza;
• Após 2 dias seu olfato já percebe melhor os cheiros e seu paladar já degusta a comida melhor;
• Após 3 semanas a respiração fica mais fácil e a circulação melhora;
• Após 5 a 10 anos o risco de sofrer infarto será igual ao de quem nunca fumou.
(Fonte: Inca)
Serviço
O que: Núcleo de Oncologia da Bahia promove ação educativa para prevenção do tabagismo
Quando: Quinta-feira, 26 de agosto
Onde: Piso G1 da Praça de Serviços do Salvador Shopping

OBRA DE TUNGA É APRESENTADA PELA PRIMEIRA VEZ NO BRASIL, APÓS SER MONTADA NO LOUVRE (PARIS) E NO MOMA (NOVA YORK)
“Tunga: À Luz de Dois Mundos” traz a Salvador a nova exposição de um dos mais importantes artistas contemporâneos do país, apresentando peças inéditas e a obra que consolidou a arte contemporânea brasileira no exterior.
Criada em 2005, a partir de obras do acervo do museu mais famoso do mundo, o Louvre, a instalação À La Lumiere de Deux Mondes (À Luz de Dois Mundos), de Tunga, foi considerada por especialistas e críticos de arte - incluindo os da própria equipe deste museu - “um trabalho profético”, que contribuiria para a projeção da arte contemporânea brasileira. Dois anos depois, esta mesma obra foi exposta no PS1 do MOMA, um dos mais importantes espaços para a arte contemporânea internacional. Até então, apesar da repercussão dessas mostras, a instalação nunca havia sido montada no país do artista.
Agora, a obra de Tunga concebida especialmente para a montagem em Paris chega a Salvador numa exposição muito mais completa. Tunga: À Luz de Dois Mundos acompanha todo o processo criativo em torno da À La Lumiere de Deux Mondes - desde sua concepção até seus desdobramentos. A mostra apresenta quatro peças inéditas inspiradas em La Lumiere, desenhos e estudos da época da produção deste trabalho, cartazes das mostras do Louvre e no PS1 do MOMA e um vídeo sobre estas duas exposições, além de uma apresentação audiovisual que o crítico Paulo Sérgio Duarte criou especialmente sobre a obra principal e que foi incorporada à exposição de Salvador. Tunga: À Luz de Dois Mundos será aberta no dia 27 de agosto (sexta), às 19h, ficando em cartaz até o dia 31 de outubro, na Sala Contemporânea do Palacete das Artes Rodin Bahia (Rua da Graça, 284, Graça, Salvador-BA).
“Tunga é um dos mais complexos e mais respeitados artistas contemporâneos do Brasil. Tanto por sua estética marcante, característica, quanto pelo aprofundamento que faz da dimensão intelectual e filosófica do fazer artístico”, enfatiza Daniel Rangel, diretor de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia.
Para Paulo Sérgio Duarte, que além de crítico é professor e pesquisador, a obra de Tunga une de uma maneira especial a experiência intelectual e a estética: “Toda obra dele lida com um complexo de teorias e conceitos que alicerçam uma poética de intensidade e potência. Mesmo assim, ele nunca deixou que sua erudição pusesse à sombra a evidência plástica necessária à experiência da arte. Artistas com formação rala se deixam seduzir por algumas teorias, empobrecendo a materialidade do trabalho terrivelmente. É isto que não acontece na obra de Tunga”, afirma Paulo Sérgio, em sua apresentação.
Daniel Rangel destaca ainda os constantes desdobramentos que Tunga faz de suas próprias obras, como o público poderá ver na exposição de Salvador. “É impressionante a sua velocidade de produção. Quando Tunga descansa do trabalho de escultor, faz isso desenhando, por exemplo. Ele não pára nunca, completa.
Tunga: À Luz de Dois Mundos é uma exposição integrante do Programa Quarta Dimensão, realizado pela Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia, unidade da Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia. O Programa como objetivo reunir nomes brasileiros consagrados no circuito nacional e internacional das artes visuais, tendo como característica em comum a forte presença da tridimensionalidade em seus trabalhos. O Programa busca provocar a relação entre o trabalho destes artistas e a obra do escultor francês Auguste Rodin, exposta no Casarão no Palacete das Artes Rodin Bahia. A curadoria do Programa Quarta Dimensão é do próprio Daniel Rangel, que além de diretor de Museus é ex-assistente de Tunga (no período de 1998 a 2003).
Foi, inclusive, a partir das conversas que aconteceram entre Tunga e Daniel, pela relação de proximidade entre os dois, que surgiu o conceito do Quarta Dimensão. Daniel fez um convite para Tunga expor na Sala Contemporânea do Palacete das Artes justamente com a proposta de estimular o diálogo entre seu trabalho e a tridimensionalidade de Rodin. Durante a visita do artista, o que era a idéia de uma exposição foi ampliada para a concepção de um programa, com a inclusão de outros grandes nomes como Mario Cravo Neto e Waltercio Caldas, cujas obras foram expostas este ano no Palacete das Artes. Depois de Tunga, o próximo artista a participar do Programa Quarta Dimensão é José Rezende.
OS DOIS MUNDOS DE TUNGA
Os dois mundos referidos no título da obra À La Lumiere de Deux Mondes (À Luz de Dois Mundos) estão representados por 03 toneladas de bronze, aço, resina e ouro, que se entrelaçam nos vários elementos da escultura, aparentemente sustentada por um frágil equilíbrio de balanço e contrapeso. A obra, inicialmente concebida para ser apresentada sob o vão central da pirâmide do Louvre, revela uma composição de bengalas gigantes que apoiam, envolvidas em tramas de cabos de aço, réplicas em bronze de cabeças de estátuas do acervo do Louvre, ao lado de crânios humanos também em bronze. Juntas, estas cabeças e crânios velam um enorme esqueleto humano, sem cabeça, que aparentemente dorme numa grande rede.
“É uma obra rara no seu percurso, com um repertório de formas e materiais já dominados em trabalhos anteriores que, aqui, agenciam, pela primeira vez, uma clara relação entre arte, política e história. Dois mundos em equilibro, literalmente em balanço”, explica Paulo Sérgio Duarte.
A montagem de Salvador “Tunga: À Luz de Dois Mundos”, ultrapassa a proposta das duas montagens internacionais (no Louvre e no PS1 do MOMA), ao apresentar a instalação principal acompanhada de outros elementos que ilustram o começo de sua criação até a elaboração de novas obras, baseadas e inspiradas em À La Lumiere. Desta forma, o público que visitar a mostra de Tunga em Salvador vai encontrar muitos mais subsídios tanto para fruir a exposição, quanto para conhecer um pouco mais sobre a obra e processo de criação deste artista, assim como sua capacidade de gerar desdobramentos e novas obras a partir de um mesmo trabalho, num intenso e dedicado processo intelectual e artístico.
SOBRE O ARTISTA
Tunga, o Antônio José de Barros de Carvalho e Melo Mourão, nasceu no Rio de Janeiro (1952), cidade onde concluiu o curso de arquitetura e urbanismo e também fez sua primeira mostra individual, no Museu de Arte Moderna (1974). Com uma obra que passeia pela escultura, desenho, pintura, performance, vídeo e instalações, o artista investiga e aborda diferentes disciplinas em sua produção criativa, incluindo a literatura, a poesia, a filosofia, a psicanálise, o teatro e a ciência.
Na década de 1980, deu conferências no Instituto de Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Santa Úrsula e na Universidade Candido Mendes. Recebeu o Prêmio Governo do Estado pela exposição realizada no Museu de Arte do Rio Grande do Sul, em 1986. Em 1990, recebeu o Prêmio Brasília de Artes Plásticas e, em 1991, o Prêmio Mário Pedrosa, da Associação Brasileira de Críticos de Arte – ABCA, pela obra Preliminares do Palíndromo Incesto. Em meados da década de 90, começa a ter seus trabalhos exibidos sistematicamente na América Latina, EUA e Europa. Sua obra foi tema de pesquisas e teses de estudiosos do Brasil e exterior.
Comenta-se também que foi Tunga quem convenceu Bernardo Paz a transformar a fazenda onde guardava seu precioso acervo de arte contemporânea, em Brumadinho, Minas Gerais, em um museu aberto a visitação. Dessa sugestão, nasceu em 2004 o Inhotim Centro de Arte Contemporânea, que dedica dois pavilhões à obra de Tunga: a Galeria Lezart e a Galeria Rouge.
Do início de sua carreira, até hoje, Tunga já participou de centenas exposições coletivas e Bienais. Entre as mais importantes, estão a Bienal de Veneza (1982) e a Documenta Kassel (1997), na Alemanha. Destacam-se, além disso, suas mostras no Hara Museum of Contemporary Art, em Tókio (1985); a Kanaal Foundation, na Bélgica (1989); o Stedelijk Museum, na Holanda (1989); a Galerie Nationale do Jeu de Paume (1992), em Paris; o MOMA de Nova York (1993), o Ludwig Museum, na Alemanha (1993) e a Bienal de Havana, em Cuba (1994), as bienais do Mercosul (1999), de Kwang-Ju, na Coréia (2000), e de Lyon, na França (2000).
Suas exposições individuais também rondaram pelos espaços expositivos dos mais variados países. Entre eles: Chicago Museum of Contemporary Art (1989); Whitechapel Gallery, em Londres (1989); The Power Plant, no Canada (1990); The Third Eye Center, em Glasgow (1990); Bard College, em Nova York (1997); MoMA de Miami (1997); Phoenix Art Museum, no Arizona (1998); Centro Cultural Recoleta, em Buenos Aires (1999); Centro Cultural Banco do Brasil, em São Paulo (2001); MARCO, no Mexico (2001); Jeu de Paume, em Paris (2001); Luhring Augustine Gallery, em Nova York (2002); Moderna Art Museet, em Stockholm (2003); Christopher Grimes Gallery (2004); “Art Unlimited”, na Suiça (2005); Galerie Daniel Templon, em Paris (2005); Pirâmide do Louvre (2005), em Paris; Jardim Botânico do Rio de Janeiro (2006); Le Havre (2006), em Paris; Luhring Augustine, em Nova York (2007); e PS1-MoMA (2007), também em Nova York.
Entre suas publicações, estão "Barroco de Lírios" (1997), o catálogo “Tunga, Galerie Nationale du Jeu de Paume” (2001) e “TUNGA” e “Laminado Souls”, ambos no mesmo ano (2007). Ao lado do cineasta Eryk Rocha, participou, ainda, da concepção de dois curtas-metragens – “Quimera”, selecionado em Cannes em maio de 2004 e “Medula”, que abriu o Festival Internacional de curtas-metragens do Rio de Janeiro, em 2005. Já “Nervo de Prata”, feito em parceria com Arthur Omar, foi gravado bem antes, no final da década de 80 (1987).
Possui obras em coleções particulares, museus e galerias do Brasil e exterior, como o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Reina Sofia (Madrid, Espanha), Peggy coleção Guggenheim (Veneza, Itália), Moderna Museet (Estocolmo, Suécia), Museu del Barrio (Nova Iorque, EUA) e MFA (Houston, EUA). Entre as galerias mais importantes, Tunga é representado por Millan (São Paulo), Galerie Daniel Tamplon (Paris), Pilar Corrias (Londres) e Galeria Luhring Agostinho (New York).
Serviço
O que: Tunga: À Luz de Dois Mundos (Programa Quarta Dimensão)
Onde: Palacete das Artes Rodin Bahia (Rua da Graça, 284, Graça, Salvador, Bahia). Abertura: 27 de agosto (sexta-feira) de 2010, às 19h
Visitação: Até 31 de outubro
de terça a sexta, das 10 às 18h, fins de semana e feriados, das 13 às 17h. Gratuito.
Realização: Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia / Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia.

Angra lança novo álbum em Salvador
A maior banda de Metal do Brasil – Angra – escolheu Salvador para lançar o mais novo álbum: Aqua. O show, que acontece no dia 28 de agosto no Bahia Café Hall, integra a grade de atrações do 1º Bahia Rock Festival. O grupo retorna à cidade após quatro anos para comemorar também os 19 anos de carreira. O evento é uma produção das empresas Dendê Produções, Base Dois e Resumo.
Serviço
BAHIA ROCK FESTIVAL
Cast: Angra (Power Metal) & Minus Blindness (Trash Metal)
Local: Bahia Café Hall – Avenida Paralela – Salvador
Dia: 28/08 – Sábado – 19h.
Preço: R$25 (pista) e R$50 (camarote)
Classificação: 16 anos
Locais de venda: Ticket Mix e lojas Smile Stamps (Centro), Trenchtown (Pituba) e Urbanorama (Rio Vermelho)
Mais informações: 3014-1510
De volta a Salvador, Mombojó lança CD Amigo do Tempo
Após dois anos longe dos palcos baianos, a banda pernambucana Mombojó, um dos destaques da cena musical do Recife, aterriza novamente em Salvador para o lançamento de seu terceiro CD Amigo do Tempo. A festa que acontece no próximo dia 28 de agosto, na Praça Tereza Batista, Pelourinho, conta também com a participação dos baianos da Maglore e do DJ El Cabong (Baile Esquema Novo).
A noite começa ao som da banda baiana Maglore, mesclando a espontaneidade da música popular brasileira com a classe do rock britânico, aliados a letras sinceras. O resultado disso é um “rock tropical”, ou seja, um verdadeiro som em cores, com muita energia, que abre espaço para ritmos como o ijexá. No repertório estão as músicas de seu primeiro EP, Cores do Vento, que traz as faixas Às vezes um clichê, Todos os amores são iguais, A sete chaves, Enquanto Sós e Lápis de Carvão.
Formada por Nery Castro (contrabaixo), Igor Andrade (bateria), Leo Brandão (guitarra, teclado e vocais) e Teago* Oliveira (guitarra, voz), em pouco mais de um ano de formação, a Maglore já conquistou prêmios significativos como o Festival FUN MUSIC (SP) e o Desafio das Bandas (BA). A banda também venceu o iBahia Garage Band, através de votação popular, que rendeu uma apresentação no Festival de Verão Salvador 2010.
Na seqüência a Mombojó sobe ao palco e reencontra os fãs baianos, que não são poucos! Com quase dez anos de estrada e dois CDs (Nadadenovo, 2004; Homem-espuma, 2006), o grupo tem na bagagem importantes prêmios como melhor banda da Associação Paulista de Críticos de Arte (2005 e 2006) e a participação em dezenas de festivais como os festejados Abril Pro Rock e Tim Festival (2006), além da participação no projeto MTV Apresenta (2008).
Em Amigo do Tempo, Felipe (vocal e guitarra), Chiquinho (teclado e sampler), Samuel (baixo), Marcelo (guitarra) e Vicente (bateria), provocam os ouvintes com a possibilidade de um passado que está à nossa frente, retomando sonoridades, estilos e recombinações que parecem estar em busca de um tempo perdido, impactantes como as lembranças das músicas que marcaram a infância de seus componentes.
Inteiramente independente, as faixas foram gravadas ao longo dos últimos três anos em pelo menos oito estúdios diferentes, e conta com as participações das orquestras Jovem do Conservatório Pernambucano de Música e da Sinfônica do Recife, com produção meticulosa da própria banda e Pupillo (cinco faixas), Rodrigo Sanches (três faixas) e Evaldo Luna (três faixas).
O novo disco mescla também as nuances de rock, bossa nova, eletrônica, jazz, além dos modos únicos e sempre inovadores da arquitetura musical da Mombojó. Mas, esse disco marca principalmente outra coisa com a música: a recuperação da banda e sua reacomodação em quinteto após a perda do flautista Rafael Torres, falecido em 2007 e da saída do violinista Marcelo Campello, no ano seguinte. Entre contra tempos e acordes, Amigo do Tempo, chega para ressaltar a posição peculiar do Mombojó nisso que se costuma chamar cena independente da música brasileira atual.
A festa conta ainda com a participação do DJ El Cabong, residente da badalada festa de música brasileira, Baile Esquema Novo, este mês completa três anos de sucesso. El Cabong vai agitar a rapaziada que for conferir o evento entre o intervalo das bandas, e logo após as apresentações... Então, é sair de casa com disposição para dançar a noite inteira.
SERVIÇO
Show de lançamento do CD Amigo do Tempo
Atrações: Mombojó (PE), Maglore (BA) & DJ El Cabong (Baile Esquema Novo)
Data: 28 de AGOSTO de 2010 (Sábado)
Horário: A partir das 19 horas
Local: Praça Tereza Batista - Pelourinho
Ingressos: R$ 40 (inteira) ou R$ 30 + 2 kg de Alimentos não-perecível*
R$ 20 (meia-entrada) ou R$ 15 + 2 kg de Alimentos não-perecível*
Pontos de venda: Zauber Multicultura (Pelourinho), Trench Town (Galeria Madson Plaza/Pituba), Urbanorama (Rio Vermelho) e no local.
* Todo alimento recolhido será doado para uma instituição beneficente indicada pelo Pelourinho Cultural.
II Ciclo Salvador de Cinema
Evento inclui cursos de trilha sonora, direção de arte e direção de atores
Grandes nomes do cinema nacional participam do II Ciclo Salvador de Cinema, que acontece de 31 de agosto a 5 de setembro, na Fundação Caixa Cultural, Avenida Carlos Gomes, centro da capital baiana. Participam do Ciclo, nomes como André Moraes, João Omar, Marco Pedroso, Moacir Gramacho, Marcelo Gomes e Sergio Machado. A programação inclui cursos de trilha sonora, direção de arte e direção de atores. Os cursos são gratuitos, mas são necessárias apresentações de currículos e carta de motivação. As inscrições podem ser feitas através do site www.ciclosalvadordecinema.com.br
Informações: Caixa cultural – 71 3421 4200Ouvidoria: 0800 725 7474FAC: 0800 725 0101Atendimento a portadores de deficiência auditiva: 0800 726 2492

Margareth Menezes no Brazilian Day (Nova York)
No começo de setembro, mais especificamente no dia 04 (sábado), Margareth Menezes estará em Nova York (EUA). O motivo da viagem é para lá de especial: a cantora vai ser madrinha da lavagem da Rua 46 (a famosa little brazil street), que abre as comemorações do Brazilian Day, maior festa brasileira fora do Brasil.
Ela vai puxar um cortejo – com direito a flores e água de cheiro –, que já está na segunda edição e é produzido pela baiana Silvana Magda, que mora há mais de 20 anos nos EUA. No dia seguinte, Margareth vai fazer uma participação no show de Carlinhos Brown (5 músicas - dentre elas Saudação ao caboclo/Selei, aposta da cantora para o Carnaval 2011, Côco do M e Dandalunda, composição que ele fez especialmente para ela). Brown foi padrinho da lavagem em 2009 e se apresenta, esse ano, no palco do Brazilian Day.
Wine Bahia 2010
A capital do vinho, realiza sexta edição da feira no Hotel Mercure
Vem aí uma das maiores feiras de vinhos das regiões Norte/Nordeste. Completando sua sexta edição, a Wine Bahia 2010, evento que já é consagrado no calendário enogastronômico de Salvador, vai acontecer entre os dias 10 e 11 de setembro, no Hotel Mercure – Rio Vermelho, das 14h às 22h. Organizado pelo enólogo André Freire de Carvalho e pela promoter Lícia Fábio, a feira vai apresentar todas as novidades de produtos e safras. Com o objetivo de difundir o hábito de beber vinho, instruir o público consumidor e permitir que vinícolas e importadoras divulguem suas marcas, o evento vai reunir em toda a programação muitas novidades.
Dentre os expositores, as importadoras Visconte, Barrinhas, Enoforum e KMM; enólogos renomados, como o português João Santos que vai trazer seu vinho Pedro e Inês, uma linha de produção limitada e que é super famosa por ser considerada ícone de história romântica de Portugal. Os apaixonados pela bebida, ainda poderão aproveitar as dicas de profissionais da área, conhecer o que há de mais moderno e sofisticado no mercado e se encantar ainda mais pelas delícias do Baco.
Durante a expo, o Circuito Baiano de Enogastronomia, Noites de Queijos e Vinhos e Passeio Náutico, todos restritos a convidados. Ainda quatro mini cursos por dia de evento, com duração de uma hora, para até 30 pessoas, duas degustações orientadas por dia de evento, com duração de uma hora, para até 30 pessoas e jantar enogastronômico restrito a convidados, para até 100 pessoas.
Serviços:
O que: Wine Bahia 2010
Quando: 10 e 11 de setembro
Onde: Hotel Mercure – Rio Vermelho (Rua Fonte do Boi – 215)
Horário: das 14h às 22h. Observação: das 14h às 18h permitido entrada apenas de profissionais do setor e imprensa.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Salvador Acontece - Copyright©2007 Salvador Acontece. Todos os direitos reservados. | by TNB-Adaptação:José Mendes ©